Espírito Santo está sem Polícia nas ruas há 5 dias e população...

Espírito Santo está sem Polícia nas ruas há 5 dias e população vive em ‘cárcere privado’

412
0
Compartilhar

Fonte: g1

O governador do Espírito Santo, César Colnago, disse nesta quarta-feira (8) que pedirá mais homens da Força Nacional e do Exército para reforçar a segurança do estado. Desde segunda-feira (6), mil homens das Forças Armadas fazem policiamento na Grande Vitória. Duzentos integrantes da Força Nacional começaram a atuar nesta terça (7).

Nesta quarta-feira (8), os ônibus não circulam na Grande Vitória. Escolas e faculdades estão fechadas, postos de saúde e prefeituras não terão atendimento. Alguns bancos e shoppings também não estão funcionando.

Famílias de PMs fazem manifestações bloqueando as portas de batalhões. Elas pedem reajuste salarial para a categoria, que é proibida de fazer greve. Sem todo o efetivo da PM nas ruas, o estado vive uma onda de violência com mortes, saques e assaltos. O sindicato dos policiais já registrou 90 mortes violentas.

O governo diz que o reajuste pedido pelos PMs – reposição da inflação e ganho real de 10% – custaria R$ 500 milhões ao ano para o estado. Segundo o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, o estado enfrenta uma crise financeira e está “no limite” para dar reajuste salarial, dentro da Lei de Reajuste Fiscal.

Em 2016, o estado fechou as contas no azul, segundo dados do Relatório Resumido de Execução Orçamentária compilados pelo Tesouro Nacional. O resultado primário (a soma entre as despesas e as receitas) foi de R$ 316 milhões – ou seja, a “sobra” no orçamento no ano passado é inferior aos custos do aumento pedido pelos policiais. Mais de 60% da receita do estado (cerca de R$ 8,8 bilhões) foram gastos com pessoal e encargos sociais.

Foto: Reprodução Internet
Foto: Reprodução Internet

Sem comentários

Deixar uma resposta