Futebol Fantasma

Escrito por em 5 de fevereiro de 2018

Não precisa nem fazer pesquisa para concluirmos que as entidades que comandam o futebol e suas respectivas divisões estão simplesmente acabando com as equipes médias e pequenas.

Os clubes do Interior principalmente vêm sendo castigados por essa administração maléfica, desumana e indiferente aos interesses das agremiações e dos exíguos torcedores, que vão sangrando pouco a pouco ao longo dos anos de equívocos das Federações.

Pela Televisão o que assistimos atualmente, exceptuando os pouquíssimos grandes clubes, é digno de tristeza e frustração. É o que chamo de futebol fantasma. Os jogadores estão em campo com arquibancadas vazias, fantasmagóricas, brochantes.

As câmeras da Televisão ainda ficam sempre do lado da torcida, que já é insignificante e têm-se a impressão que o jogo é de portões fechados. O jogo vira um espetáculo deprimente, sofrido, desmotivado.

Nesse palco de palhaços, as equipes viram meros figurantes em jogos desinteressantes, medíocres. São ainda mais agravados os chamados clubes sem pátria, tipo Red Bull, Audax, Oeste e outros tantos inventados por caprichos de alguns empresários negociantes, envolvidos com futebol.

Vamos tomar o exemplo do futebol paulista, com o qual temos mais proximidade e analisar com calma, quantos e quantos clubes tradicionais, históricos vão se perdendo no caminho?

O esquema maléfico, irônico, que se oferece às agremiações interioranas é repugnante. Calendários suicidas, nenhum suporte financeiro e indiferença total, tornando as tais séries em grupelhos de clubes desfigurados, sujeitando-se a um abandono precoce de torcedores, que aumenta dia a dia.

É a dança da corda bamba. Os clubes vão lutando, sofrendo e caindo pelos caminhos tortuosos, onde vão abandonando suas cores e suas tradições, seus torcedores e suas poucas alegrias. Hoje na Série A2, amanhã A3, depois Segundona. Alguns até conseguem uma beirinha na Série A1, que geralmente é efêmera. Ôpa, às vezes se ilude porque subiu de uma para outra, mas já sabe que em breve vai descer.

Essa é a triste e lamentável rotina dos Pequenos. O futebol precisa romper com esse ciclo. Os dirigentes, mancomunados com as emissoras de Televisão é que acabam desfrutando dos lucros e das vantagens. O resto vive de ilusão!


94FM ao vivo

Essa Rádio Pega

Current track
TITLE
ARTIST

Background