O Brasil da Justiça Envergonhada

O Brasil da Justiça Envergonhada

2
0
Compartilhar

Terra onde se dá um jeitinho pra tudo, o Brasil contemporâneo parece a cada dia se superar para garantir a alcunha segundo a qual não podemos nos considerar um Pais sério. Até mesmo quando imaginamos que estamos combatendo a corrupção através da Polícia Federal, do Ministério Público e da Justiça, somos obrigados a admitir que o respeito à lei é ferido de morte a cada espetáculo midiático que se cria para se buscar o apoio da chamada opinião pública. Como se o império da lei não se bastasse para fazer justiça, respeitando-se a constituição e as garantias individuais que a carta magna determina.

Na medida em que vamos criando subterfúgios para justificar ações e decisões sem amparo, vemos o surgimento de aberrações como a cassação de uma presidente que é condenada e deposta mas mantém seus direitos políticos. Jabuticaba esta que pode se repetir agora com uma cassação da chapa que elegeu Dilma e Temer por abuso de poder político e econômico mas que pode garantir que os mesmo podem continuar sendo eleitos.

Ou seja, o Tribunal Superior Eleitoral diz que Dilma e Temer cometeram crimes eleitorais para se eleger, que usaram dinheiro de caixa dois e de propinas vindas dos mais espúrios arranjos financeiros mas ao mesmo tempo crava que eles continuam merecendo a confiança do seu voto. Juízes com assento na Suprema Corte não tem o mínimo decoro com o cargo que ocupam ao afirmar que existem dois tipos de caixa dois: o do bem e o do mal. E dizem isso com a maior cara de pau. A continuar esse estado de coisas, a Têmis – aquela mulher vendada que representa a justiça, vai pedir para ser retirada da frente do prédio do Supremo. Prá não morrer de vergonha. Oremos.

Foto: Reprodução/ Bessinha

Sem comentários

Deixar uma resposta