Reunião com secretários e a metáfora do prefeito desaparecido

127

A reunião entre prefeito e secretariado realizada ontem parece ter inaugurado um tom de cobrança maior de Clodoaldo Gazzetta em relação aos seus comandados de primeiro escalão. E já não era sem tempo.

Talvez o prefeito tenha entendido que o nível de cobrança em relação a ele como chefe do executivo só vai diminuir na medida em que sua equipe der as respostas que a população espera. A equipe precisa ter em mente que o prefeito não vai e não pode arriscar seu pescoço por nenhum de seus colaboradores. Apontamento diretos à falta de sinergia entre algumas secretarias, principalmente aquelas que atendem diretamente à população como obras, Semma, Sear e o DAE foram no sentido mais duro do tipo “ou se corrige os rumos ou eu corrijo”… se isso é um indicativo apenas para se promover uma maquiagem nas ruas e avenidas da cidade saberemos em pouco, particularmente não acredito nisso.

O governo Gazzetta precisa de uma cara e não de uma máscara que pode cair logo mais, no primeiro pé de vento. É preciso algo mais duradouro, que indique o possível, que desça do palanque. A metáfora sobre o prefeito desaparecido que circulou nas redes sociais precisa ser interpretada de maneira correta. O Gazzetta não sumiu. A pergunta a ser respondida é se o Gazzetta que está aí é aquele mesmo que a população elegeu. Oremos.

Imagem ilustrativa./ Foto: Reprodução/ lorentz

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here