Tente: mas se porta não abrir, esse não é o caminho

Tente: mas se porta não abrir, esse não é o caminho

714
1
Compartilhar

Costumamos investir muito tempo buscando chaves para abrir uma porta que talvez não seja aberta nunca.

Na verdade, às vezes nem há porta e nenhum de nós é capaz de acertar o destino pessoal.

A gente acaba seguindo um caminho, buscando alternativas e investindo naquilo que consideramos o melhor para aquele momento. E cabe dizer também que, às vezes, nos perdemos e erramos ao “abrir portas” que logo fechamos de novo.

Segundo a escritora Helen keller, assim é a vida: adquirimos experiências, vamos ganhando bagagem para saber quem realmente está e quem não está entre o que vale a pena investirmos. Nesse caso, devemos ir sem medo, mas mantendo o equilíbrio e agindo de forma correta.

Alguns psicólogos estudam o porquê das pessoas escolherem um caminho e não outro. Embora não haja comprovação científica, eles afirmam que nossas escolhas nos definem. Mas, na realidade, muitos dos mecanismos que nos fazem ir em uma determinada direção e não em outra seguem não sendo conscientes. Daí, nossos acertos e erros.

Então, antes de tomar uma direção pense no seguinte: se a porta não abre, simplesmente não é a porta certa e muito menos o seu caminho.

Rosana Poli

Imagem ilustrativa./ Foto: Reprodução/ Abril
Imagem ilustrativa./ Foto: Reprodução/ Abril

1 comentário

Deixar uma resposta