Ação ajuizada pelo GAECO, busca recuperar 70 MILHÕES DE REAIS em Bauru

Escrito por em 19/12/2020

O GAECO, órgão ligado ao Ministério Público do Estado de São Paulo, ajuizou ação penal em que se apura a existência de organização criminosa voltada para a prática de inúmeros crimes contra a ordem tributária.

A ação foi elaborada a partir de trabalho conjunto entre o GAECO e a Secretaria da Fazenda e Planejamento – Delegacia Regional Tributária de Bauru.

Ao longo da vida investigação, apurou-se que a organização criminosa, enquanto comercializava medicamentos e cosméticos em diferentes estados da federação, se utilizava de empresas frias intermediárias, com o intuito de ludibriar o fisco, dando causa a um prejuízo aos cofres públicos de mais de 70 MILHÕES DE REAIS.

Ao todo, foram denunciadas 11 pessoas, sendo que ao menos 4 indivíduos chefiavam e participavam ativamente da organização criminosa.

Em nota distribuída à imprensa, o Ministério Público informou que ‘a Juíza Titular da 1ª Vara Criminal de Bauru, atendendo a pedido do Ministério Público, deferiu medida cautelar de indisponibilidade de bens, no montante R$ 70.160.238,10 em face dos requeridos Alessandro Cardim e Walace Iachel Marques, bem como em face do patrimônio das empresas SPLOG COMÉRCIO DE MEDICAMENTOS e URIAH DISTRIBUIDORA PERFUMARIA E COSMETICOS LTDA’.

Ainda segundo o MP, ‘Walace e Alessandro também são réus em outra ação penal, juntamente com outros 12 denunciados, em razão de participarem de organização criminosa voltada à prática de crimes contra a saúde pública e estelionato, também em trâmite perante a 1ª Vara Criminal da Comarca de Bauru.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]