Acidente em Taguaí é o maior em número de mortes nas rodovias estaduais de SP em 22 anos

Escrito por em 25/11/2020

O acidente envolvendo um ônibus e um caminhão na manhã desta quarta-feira (25), na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, que deixou ao menos 41 mortos, é considerado o maior das rodovias estaduais de São Paulo nos últimos 22 anos, segundo o Comando de Policiamento Rodoviário da PM do estado.

A tragédia nesta quarta ocorreu em Taguaí, na região de Avaré (SP), ocorreu em trecho de curva, na altura do km 172 da via, que tem pista simples. O ônibus levava funcionários de uma indústria têxtil a caminho do trabalho.

Em 1998, um acidente na Rodovia Anhanguera (SP-330) deixou 55 mortos em Araras. A colisão envolveu dois ônibus que levavam 98 romeiros Anápolis (GO), uma carreta de combustível e um caminhão carregado com bebida.

A batida ocorreu de madrugada na altura no km 179 da Anhanguera, entre as cidades de Araras e Leme (SP), em um trecho de subida.

O caminhão estava carregado com 26 mil litros de diesel e 6 mil litros de gasolina saiu da pista, tombou no canteiro central e explodiu criando uma enorme cortina de fogo e fumaça, comprometendo a visibilidade da pista. Este foi uma das piores tragédias rodoviárias da história do país.

O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que o estado está fazendo investimentos nas rodovias e que ainda está sendo investigado o que causou o acidente nesta quarta em Avaré. Ele pediu esforços às autoridades de segurança e ao Instituto Médico Legal (IML) na identificação dos corpos.

Fonte: G1


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]