Afinal, como funciona o quociente eleitoral? A 94FM explica

Escrito por em 08/10/2020

No dia 15 de novembro, 270 mil bauruenses vão às urnas para eleger prefeito e vereadores. Diferentemente dos prefeitos, que se elegem com a maioria dos votos válidos, os vereadores são eleitos pelo sistema proporcional. Na prática, nem sempre os candidatos mais votados vencem a eleição. A conquista ou não de uma cadeira na Câmara Municipal depende do chamado quociente eleitoral, calculado a partir da soma do total de votos válidos dividido pela quantidade de vagas disponíveis. Confira na explicação de Gabriel Pelosi.

Com o objetivo de tentar evitar distorções causadas pelos “puxadores de voto”, o Congresso aprovou uma emenda que proíbe a formação de coligações nas eleições proporcionais. Os partidos só poderão contar com votos de seus próprios candidatos para atingir o quociente eleitoral. A proibição ajuda a diminuir distorções, mas deve prejudicar partidos pequenos, que terão mais dificuldade para atingir o quociente eleitoral.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]