Após título mundial, Medina fecha ano com vitória inédita do Havaí

Por on 18 de dezembro de 2018

Fonte: Portal G1 

Gabriel Medina não poderia ter tido um fim de temporada mais feliz. Além do título mundial, sacramentado com uma vitória sobre Jordy Smith na semifinal, o paulista ainda venceu o Pipe Masters, sua antiga obsessão – o único brasileiro a conseguir o feito até então era Adriano de Souza, em 2015. Vice da etapa havaiana em 2014 e 2015, Gabriel faturou o torneio com uma vitória por 18.43 a 16.70 sobre Julian Wilson, seu adversário direto na disputa do título.

– Pipe Masters é diferente de tudo. Eu trabalhei muito duro para conseguir isso. Estou muito, mas muito feliz mesmo. Foi uma grande final. O Julian é um competidor muito duro. Na final iria vencer quem fosse o melhor e eu e ele fizemos um “freesurf”. Ele já havia ganho de mim antes aqui, e agora eu ganhei dele. O sentimento é muito bom. – disse Gabriel.

A primeira onda da final foi um modesto 3.17 de Julian Wilson, algoz de Medina na decisão de 2014. O camiseta amarela, por sua vez, respondeu ao seu melhor estilo. Aproveitando um tubo de esquerda, ele achou uma onda de 8.43, seguida de um 6.17, que lhe deu a liderança com folga.

Sem se entregar, o australiano executou um aéreo espetacular, voltando à disputa com um 7.93. Pouco depois, Wilson passou à frente graças a uma onda de 8.77. Sem perder a confiança, Gabriel foi para a sua melhor onda na bateria, os mesmos 8.77 do australiano. Precisando de 8.43 para virar, Julian ainda viu Gabriel entubar uma onda de 9.57. Não dava mesmo para o número 1 do mundo, que mais uma vez ficou atrás do paulista de Maresias.

Foto: Reprodução/ @WSL / Ed Sloane


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background