Atacante Leandrinho está de volta ao Noroeste

Por on 5 de dezembro de 2018

O atacante que já brilhou com a camisa do Noroeste, dentro e fora do Alfredão, fazendo gols memoráveis contra São Paulo, Palmeiras, Santos e Corinthians, está de volta ao clube para reforçar o time para a disputa da Série A3 do Paulistão de 2019. O jogador faz aniversário neste domingo (9), completa 33 anos, e disse que é um presente reencontrar o clube e a torcida que marcaram alguns dos momentos mais felizes de sua carreira como jogador. O convite foi feito pelo gerente de futebol profissional Deda, que jogou com ele no Noroeste, em 2007, e em outros clubes. Pelas contas de Leandrinho, foram 17 gols pelo Norusca na Elite no Paulistão de 2006 e 2007.

Natural de São Paulo, capital, 1,70m de altura, destro, mais maduro e agora com visual diferente, com cabelo curto e sem as famosas trancinhas, Leandrinho disse que o lugar de direito do Noroeste é, no mínimo, uma permanência na Série A1 do Paulista e disputar a Série C do Brasileiro. O atacante, quando jogava pelo Noroeste, atuava, nos esquemas táticos, como atacante de beirada e centralizado. Neste retorno ao Norusca o jogador deve ser utilizado por Betão Alcântara como um jogar de área, um camisa 9 que terá a missão de fazer os gols que o Alvirrubro tanto precisa para o Acesso.

Leandrinho, hoje pai de Gabriella, Rafaele, Anny e Leandro Jr., começou a carreira no Palmeiras, onde disputou o Brasileirão de 2003, depois em 2004 jogou emprestado no futebol Francês, no Sochaux, e em 2005 ele foi campeão paulista Série A2 pela Juventus da Moóca, em final contra o Noroeste, onde ambos os clubes obtiveram o acesso e Leandrinho conheceu o treinador Paulo Comelli, que o trouxe a Bauru. E em 2006 ele participou de uma grande campanha do Norusca, liderando a maior parte do campeonato e ficando entre os três melhores. Naquele ano não havia disputa de semifinal entre os quatro primeiros e o Alvirrubro sagrou-se campeão do Interior. Em 2007 ele fez mais uma boa campanha pela Locomotiva Vermelha, ao lado de outros grandes jogadores.

Em 2008 ele foi para a Ponte Preta e ficou por lá até 2011, disputando estadual e Brasileirão. Depois jogou no Ituano, Santa Cruz, Santo André, Grêmio Novorizontino entre outros clubes. Seu último time, em 2018, foi o Sete de Dourados, onde disputou o Campeonato Sul-Mato-Grossense e a Série D do Brasileiro.

“Minha expectativa é de fazer um bom campeonato e recolocar o Noroeste na Série A2. A gente fica chateado de ver o clube numa A3, pela sua grandeza e pela sua história vitoriosa. Vamos trabalhar para mudar essa situação”, comentou Leandrinho.

O gerente de futebol Deda, que trabalhou com Leandrinho durante oito dois últimos 11 anos, falou da importância de trazer um jogador identificado com a torcida e com a qualidade que deve ajudar muito no Paulista. “Estávamos atrás de mais um jogador ‘fazedor de gols’, um 9, e perguntamos ao Leandrinho se ele queria retornar a casa onde ele foi muito feliz. Prontamente ele aceitou. O Leandrinho 2018 é um jogador mais maduro, com mentalidade diferente daquele jovem que jogou aqui no passado, um cara família, mas a qualidade com a bola nos pés é a mesma. Tem o recurso do drible, do posicionamento sem a bola, faz muito bem o pivô e tem estrela dentro da área. Espero que ele faça os gols que nós tanto vamos precisar”, detalhou Deda.

Crédito: Bruno Freitas/Noroeste/Divulgação


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background