Bauru Basket renova contrato de Jorge Guerra por mais uma temporada

Escrito por em 07/06/2022

O Bauru Basket anunciou nesta segunda-feira (6), a renovação de contrato do técnico Jorge Guerra, o Guerrinha. O novo contrato do treinador bauruense terá vínculo de uma temporada. Ao todo, este será seu décimo quinto ano comandando o Dragão na soma das três passagens. Natural de Franca (SP), sua carreira como treinador teve início em 1997, quando esteve em Ribeirão Preto. Além da equipe paulista, também acumula experiências por Campos dos Goytacazes, Rio Claro, Mogi das Cruzes, Seleção Brasileira como assistente técnico, além de uma rápida passagem pelo basquete venezuelano.

A frente do time bauruense, Guerrinha conquistou três títulos paulistas (99, 2013 e 2014), um brasileiro da CBB (2002), uma Liga Sul-Americana (2014), e uma Liga das Américas (2015). Na última temporada chegou até a semifinal no Campeonato Paulista, sendo eliminado por Franca e quartas de final no NBB, superado pelo São Paulo.

Satisfeito com a última temporada, Jorge Guerra afirma que o desejo é ter uma nova equipe ainda mais competitiva.

“Fico muito feliz em continuar essa história juntos. O Bauru Basket representa muito para o basquete brasileiro e sul-americano. Com certeza, aliando o trabalho, a experiência e os valores que nós temos, além da ajuda de todos envolvidos no time, vamos fazer uma temporada ainda melhor do que a última. Esse é nosso sonho. Vencer e ainda tocar a comunidade”, comentou o comandante bauruense.

Guerrinha é a primeira confirmação no elenco do Bauru Basket para a temporada 2022/2023. A diretoria trabalha para confirmar outras renovações e possíveis contratações o mais breve possível. O próximo campeonato em disputa será o estadual, a partir da segunda semana de agosto.

Leia mais:

  • SEIS ANOS DEPOIS, GUERRINHA RETORNA AO BAURU BASKET
  • DESFALCADO DE GABRIEL JAÚ E GUERRINHA, BAURU BASKET RECEBE O FRANCA, NA ABERTURA DO NBB

  • Opnião dos Leitores
    1. André Cunha   Em   07/06/2022 em 14:21

      o basquete brasileiro de forma geral, tem poucos jogadores de qualidade e não surgem grandes revelações, isso inflaciona o mercado e os maiores orçamentos levam os melhores, sobrando pouco para os clubes menos abastados, vemos o Bauru Basket recheado de jogadores bons mas as portas da aposentadoria e com dificuldades de renovação.

    Deixe uma resposta

    Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



    [Nenhuma estação de rádio na Base de dados]