Bauru segue o Plano São Paulo, mantém outras medidas restritivas e autoriza retirada no balcão

Escrito por em 11/04/2021

A Prefeitura de Bauru publicou decreto em edição extra do Diário Oficial neste sábado (10). O município vai seguir o Plano São Paulo, que sai da fase emergencial e entra na fase vermelha, entre 12 e 18 de abril. Com isso, todas as medidas restritivas previstas no Plano São Paulo devem ser cumpridas.

O município também vai manter algumas medidas ainda mais restritivas, que já estavam valendo, como a proibição da venda de bebidas alcoólicas das 18h às 6h do dia seguinte, em todos os dias da semana, e o limite de ocupação de 30% da capacidade do imóvel nos supermercados, com a entrada de uma pessoa por família apenas.

Outra medida mantida é a distância mínima de três metros entre as barracas nas feiras livres. O uso de máscara em espaços públicos e estabelecimentos segue obrigatório, assim como a proibição de qualquer tipo de aglomeração. A Prefeitura de Bauru lembra que segue integralmente o Plano São Paulo, enquanto aguarda a decisão final de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) sobre a lei municipal das atividades essenciais, que tramita pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).

RETIRADA NO BALCÃO
Com a volta da fase vermelha, o comércio poderá fazer a entrega de produtos no balcão. A medida é válida também para restaurantes, bares e lanchonetes. A retirada no balcão fica permitida, a partir de segunda-feira, das 5h às 20h, em todos os dias da semana.

A retirada através de drive thru também pode ocorrer das 5h às 20h, em todos os dias. O sistema de entrega na casa do cliente, o delivery, continua permitido por 24 horas, diariamente, para todos os segmentos comerciais.

Os shoppings centers poderão autorizar a entrada de clientes apenas para a retirada de produtos no balcão das lojas, até às 20h. A entrada deve ser controlada, com o cliente indo apenas retirar o produto, e sem entrar na loja. O dribe thru também pode ser adotado nos shoppings, no mesmo horário. Já a praça de alimentação e áreas de lazer devem ficar fechadas.

COMO FICA

Venda de bebidas alcoólicas – proibida em todos os estabelecimentos, das 18h às 6h do dia seguinte, em todos os dias da semana

Supermercados, padarias, mercearias e açougues – ocupação de até 30% da capacidade do imóvel, com entrada de uma pessoa por família

Outros serviços essenciais – ocupação de até 50% da capacidade do imóvel

Feiras livres – distância mínima de três metros entre as barracas

Comércio, bares, restaurantes e lanchonetes – proibido o consumo ou permanência de clientes no local. Permitida somente a retirada no balcão, mantendo espaçamento e com uso obrigatório de máscara por clientes e vendedores, das 5h às 20h, todos os dias, e também drive thru, das 5h às 20h, e delivery, 24 horas

Drive thru – permitido das 5h às 20h, todos os dias, para todas as atividades

Delivery – permitido 24 horas por dia, para todas as atividades

Academias e igrejas – proibido o funcionamento segundo o Plano SP

Demais atividades econômicas – devem seguir o Plano São Paulo


Opnião dos Leitores
  1. Esme   Em   12/04/2021 em 01:27

    Concordo temos que fazer nossa parte
    Chega de tantas mortes
    A prefeitura está falhando só foca nos trabalhadores esquecendo de fiscalizar chácaras com aglomeração
    Hj já visualizei mais de 10 pedidos de pessoas querendo alugar para o feriado e este final de semana
    Os donos das chácaras postando no facebook em grupos
    Prefeita seja enérgica pega estas pessoas que não tem responsabilidade
    Perdi meu pai tem 15 dias lamentável a fiscalização de Bauru
    Tenho certeza se colocar o Ajuljinho vai mostrar serviço só sabem multar muitos injustamente
    Agora que é preciso cadê eles
    Lamentável

  2. LINDINALVA FELIX   Em   12/04/2021 em 06:42

    Deveria proibir venda de bebidas não só esse horário pois as pessoas compram de dia pra consumir a noite coisa sem lógica!!!

  3. Márcia Leme   Em   12/04/2021 em 07:09

    É uma injustiça o que está sendo feito com as academias. Um local que promove saúde, ser proibido de trabalhar. Um contrasenso total.
    Eu que tenho donos de academia na família e frequentadora de academia sei o rigor do protocolo que estavam adotando.

  4. Alexandre MAGELa da silva   Em   12/04/2021 em 10:18

    Cadê fiscalização não vai nos bares no José Regino e mediações venda bebia alcoólica depois e antes das 18:00 horas não tem regra pois não a fiscalização

  5. Marta roch   Em   12/04/2021 em 17:16

    Em frente ao condomínio monte verde, os bares (irregulares) continuam abertos, com churrasquinho e pagode no fds.

  6. Paula   Em   12/04/2021 em 17:45

    Injustiça com tantas coisas ….sendo que óbvio eles não dão jeito, transporte público é foco da covid.

  7. JOSE FARIA JUNIOR   Em   12/04/2021 em 17:49

    Nos mercados e que tem mais aglomeração o coitado que tem que trabalhar não pode é os donos de supermercados cada vez mais rico tudo subindo

  8. Paula   Em   12/04/2021 em 22:52

    E o auxilio q vira se é q vira essa esmola pros brasileiros.. no q q vai ajudar affi . .familias morrendo sem atendimento na saude outras passando fome ..cade quem nos honrará??.vergonha de ser Brasileira ..

  9. Luiz Diego   Em   13/04/2021 em 07:03

    Proibi tantas coisas e as escolas podem funcionar, e a vida dos alunos e dos professores fica como, esse ano vai ser mais um ano perdido igual o ano passado, então vamos salvar vidas é mais importante do que um ano letivo, depois corre atrás disso, vamos salvar vidas, muitos professores estão morrendo e agora crianças por causa desse novo vírus , cuide-se pó favor…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]