Berriel critica sistema de licitação por menor preço usado pela prefeitura

Escrito por em 15/10/2021

O modelo de licitação utilizado pela prefeitura de Bauru para a compra de equipamentos ou a contratação serviços tem sido questionado em razão da baixa qualidade do que é entregue pelas vencedoras das concorrências. De acordo com o vereador Guilherme Berriel, a licitação por menor preço leva à compra de equipamentos de qualidade duvidosa. Segundo ele, é isso o que ocorreu no caso da compra dos cabos necessários para a ligação do novo poço do DAE na Praça Portugal. Berriel fez um levantamento que apontou que, com o poço parado, o DAE deixa de arrecadar R$1,3 milhão por mês.

O DAE informou que os cabos de alimentação da bomba do poço da Praça Portugal chegaram na última sexta-feira, mas foram reprovados em inspeção técnica que constatou que não possuem a qualidade mínima necessária. O DAE informou que serão adotadas medidas jurídicas e administrativas, para o ressarcimento e abrirá novo processo de compra para aquisição de cabos dentro da qualidade exigida. Lembrando que o poço da Praça Portugal foi inaugurado em 17 de agosto e teve a produção interrompida dias depois.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]