Borgo leva ao MP pedido para investigar relação da monocultura do eucalipto com seca do Batalha

Escrito por em 10/11/2021

Pode não ser uma simples coincidência que a cidade de Bauru amarga a cada ano maiores dificuldades com a falta de água para abastecimento ao passo em que crescem as áreas de plantações de eucalipto na região.

Uma tese de doutorado do técnico da Superintendência de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Norte de Minas Gerais, Walter Viana, aponta que a monocultura do eucalipto é o principal fator de deterioração de recursos hídricos e desertificação de uma região. Baseado nesse estudo, o vereador Eduardo Borgo levou ao Ministério Público estadual uma representação para que seja feita uma investigação para descobrir se o aumento das plantações de eucalipto na região tem relação com o agravamento da seca do Rio Batalha, responsável por parte do abastecimento da cidade.

Um estudo preliminar da Defesa Civil também aponta a relação da monocultura do eucalipto na região com a seca de nascentes que abastecem os rios de Bauru.

Marcado como

Opnião dos Leitores
  1. André Cunha   Em   10/11/2021 em 13:37

    o vereador está querendo transferir as mazelas do DAE e do poder publico as plantações de eucalipto, mesmo a crise anunciada a pelo menos duas décadas, nunca se fez um trabalho de recomposição das matas ciliares do Batalha e seus afluentes, curvas de nível para evitar sedimentos, nunca fez um trabalho serio de desassoreamento da lagoa de capitação, nunca se pensou em construir uma segunda barragem ou a ampliação da atual, não seguirem os planos das águas onde se pagou milhões, e agora a culpa é o eucalipto que tem o mesmo efeito que canaviais e é menos agressivo que pastos. Borga está de brincadeira.

  2. Marcos   Em   11/11/2021 em 09:08

    Vai pedir pra fechar a Bracel. Kkk interessante que este mesmo vereador preocupado com o batalha é o mesmo que defende o ex ministro do meio Ambiente Salles que vendia madeira ilegal . Interessante a hipocrisia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]