Brasília nega pedido para escalonar desconto de 14% na folha de pagamento

Escrito por em 02/09/2021

O presidente da Câmara Municipal de Bauru, vereador Markinho Souza cumpriu agenda oficial nesta quarta-feira (1), juntamente com o consultor jurídico, Arildo de Lima Junior, na sede da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, na Esplanada dos Ministérios em Brasília. Também participaram do encontro o secretário municipal de Economia e Finanças, Everton Basílio, e o presidente da Fundação de Previdência dos Servidores Públicos Municipais Efetivos de Bauru (Funprev), Donizete do Carmo dos Santos. O grupo se reuniu com o secretário de Previdência, Narlon Gutierre Nogueira, para debater as mudanças que impactam nas regras previdenciárias dos servidores municipais ativos e inativos. De acordo com Markinho, Narlon afirmou que o aumento do desconto de 11% para 14% na folha de pagamento dos trabalhadores não pode ser feito de forma escalonada.

Lembrando que o município de Bauru precisa ajustar a situação da previdência dos servidores para recuperar a Certidão de Regularidade Previdenciária, que permite a destinação de recursos federais para o município.


Opnião dos Leitores
  1. André Cunha   Em   02/09/2021 em 08:31

    esses políticos caipiras de Bauru gastaram nosso dinheiro para ir até Brasília para continuar insistindo em algo que o “martelo já está batido”, tem que subir para 14% e acabou, para de mentir e encher linguiça, mas a culpa é do bauruense que ele sempre os mesmo mentirosos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]