“Cabo de guerra” judicial marca período eleitoral em Bauru

Escrito por em 30/11/2020

As eleições municipais deste ano ficaram marcadas por um “cabo de guerra” judicial entre candidatos a prefeito na reta final do primeiro turno. Além disso, liminares na Justiça local e no Tribunal Regional Eleitoral tentam mudar a composição da Câmara de vereadores a partir do ano que vem, mesmo após a votação no primeiro turno. Acompanhe com o repórter Gabriel Pelosi.

Após o primeiro turno, a candidata Suéllen Rosim conseguiu liminar favorável para a remoção de conteúdo postado nas redes sociais por um eleitor, em que alegou difamação. A candidata também já tinha entrado com representação contra outros dois eleitores.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]