CEI da Educação: engenheiro da prefeitura confirma que só visitou prédios após desapropriação

Escrito por em 16/03/2022

Terça-feira movimentada na Câmara, com a realização de mais uma reunião de oitivas pela Comissão Especial de Inquerito que apura a desapropriação de imóveis para a educação, realizada no final do ano passado.

Pela manhã, o engenheiro José Wilson de Macedo Júnior, foi o primeiro a ser ouvido. Responsável pela avaliação de alguns imóveis desapropriados, o servidor da Secretaria de Obras apresentou uma tabela com os valores venais e pagos pelo município nas desapropriações e falou sobre os métodos de avaliação dos imóveis.

Outro engenheiro ouvido foi Fernando Borges, da Secretaria de Educação. Entre os questionamentos feitos pelos vereadores, o servidor disse que visitou três dos prédios desapropriados, após a conclusão dos processos de desapropriação. Até mesmo os arquivos digitais perdidos em maio de 2019, foram lembrados no depoimento.

À tarde, Mileni Zamboni Mendonça, sócia-proprietária da Staff, confirmou que procurada por um corretor e, que antes da negociação ser concluída, várias vistorias foram realizadas, inclusive com a presença da prefeita Suellen Rosim.

Questionada, a empresária confirmou ter pago a taxa de corretagem à imobiliária, no valor de 225 MIL REAIS.
A única ausência nesta terça-feira, foi a do corretor Daniel Xavier de Moraes, que não justificou o motivo da ausência. A CEI tem nova reunião no próximo dia 22.

Leia mais:

  • OITIVA NA CEI DA EDUCAÇÃO É MARCADA POR TOM RÍSPIDO ENTRE PREFEITA E VEREADORES
  • NOVAMENTE, CEI DA EDUCAÇÃO É MARCADA POR AUSÊNCIAS EM RODADA DE OITIVAS

  • Opnião dos Leitores

    Deixe uma resposta

    Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



    [Nenhuma estação de rádio na Base de dados]