Com Correios em greve, trabalhadores da Caixa também podem parar

Escrito por em 24/08/2020

Após a greve dos trabalhadores dos Correios, agora é a vez dos funcionários da Caixa Econômica Federal, avaliarem a possibilidade de uma greve.

Na primeira proposta financeira apresentada, está o índice de reajuste zero, redução na Participação nos Lucros e Resultados em até 48%, redução da gratificação, entre outras. De acordo com a Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa, os bancários rejeitaram a proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos e assembleias dos bancários estão agendadas para a próxima terça-feira, dia 25.

Segundo a entidade, uma das principais perdas aos bancários da Caixa Econômica está relacionada ao plano de saúde dos empregados, situação também questionada pelos trabalhadores dos Correios.

A Caixa ainda não divulgou o balanço do primeiro semestre deste ano, mas, ano passado, o lucro do banco foi de R$ 21,057 bilhões, representando aumento em relação a 2018.

Desde o início da pandemia do coronavírus, o banco tem centralizado as ações de pagamento do auxílio, como também do FGTS e outros benefícios sociais, atendendo cerca de 100 milhões de pessoas.

Foto: José Cruz/Agência Brasil


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]