Com indefinições, transporte público pode parar a partir de sexta-feira

Escrito por em 08/04/2021

Apesar da intenção de greve, anunciada ontem (7), pelos representantes dos trabalhadores do sistema de transporte coletivo de Bauru, uma eventual paralisação ainda segue indefinida. Isto porque, representantes do sindicato da categoria – o SindTran, integrantes das empresas de transporte, lideranças da Emdurb e prefeitura, estiveram reunidos nesta quarta-feira, no Palácio das Cerejeiras. A reunião contou com a participação da prefeita, Suellen Rosin. Wilson Crispin, dirigente sindical que representa os trabalhadores do transporte coletivo, após a reunião, disse que a intenção de greve continua caso não haja uma resposta da prefeitura aos anseios da categoria. Caso a greve realmente aconteça, a paralisação do transporte está prevista para a partir de sexta-feira (9). Os trabalhadores, entre as exigências, reivindicam vacinação dos profissionais, além de pagamento integral dos salários, diferentemente do alegado parcelamento, segundo os trabalhadores.

A respeito da vacinação da categoria, a prefeitura alega ser uma responsabilidade do Estado. O dirigente Wilson expõe a importância da mesma.

O SINDTRAN é o órgão que rege os trabalhadores do transporte coletivo em Bauru e região, enviou na última segunda-feira (05), um ofício protocolando a greve do setor. A ameaça de paralisação é em resposta ao parcelamento dos salários deste mês. Agora, o órgão aguarda por parte da prefeitura, da Emdurb e das empresas de transporte, a resolução do caso dentro do prazo de 48 horas.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]