Coronavírus: que cantores estão fazendo doações e colaborando com a batalha contra a pandemia?

Escrito por em 13/04/2020

O mundo parou com a pandemia do coronavírus. Já são 1,7 milhão de pessoas contaminadas no planeta e mais de 108 mil mortes contabilizadas até o momento. Os cientistas não encontraram remédios eficazes ainda e, em muitos lugares, não há mais leitos nem equipamentos necessários para o atendimento médico. Diante deste cenário assustador, muitos artistas da música estão se mobilizando, tirando dinheiro do próprio bolso ou arrecadando com empresas parceiras, para ajudar a luta contra o Covid-19 de diferentes maneiras. Veja quem já doou e quais os valores!

Ariana Grande – Doações para Opportunity Fund, Feeding America, World Health Organization e Italian Red Cross. Valores não revelados.

Bebe Rexha – Doações de valores não revelados para fãs afetados diretamente pela pandemia.

Bruno Mars – US$ 1 milhão para empregados do resort MGM Grand Las Vegas (onde ele tinha residência de shows) afetados pelo coronavírus.

BTS – US$ 82 mil doados por SUGA para compra e distribuição de máscaras e alcool em gel na Coreia do Su

Cardi B – 20 mil garrafas de OWYN (suplemento a base de plantas) para hospitais em Nova York; mais US$ 1 mil a cada hora para os afetados pelo coronavírus (em parceria com a Fashion Nova) até 20 de maio.

Ciara e Russell Wilson – 1 milhão de refeições para o Seattle Food Lifeline.

Dolly Parton – US$ 1 milhão para pesquisas sobre coronavírus na Valderbilt University.

Elton John – US$ 1 milhão, via Elton John AIDS Foundation, pra contaminados portadores do HIV.

Gusttavo Lima – R$ 100 mil reais e “dezenas de toneladas de doações” para a Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus, a Comunidade Luz da Vida, a Legião da Boa Vontade, o Grupo Fraterno Paulo de Tarso, a Creche Dona Judith e a Fazendinha do Senhor Jesus, em Goiás.

Halsey – 100 mil máscaras para hospitais na Califórnia.

Harry Styles – 100% da renda das vendas de uma camisa escrita “Stay Home. Stay Safe. Protect Each Other” irão para COVID-19 Solidarity Response Fund.

Hungria – R$ 80 mil (valor de todas as doações em sua “live”).

Ivete Sangalo – 1 mil camas box e 5 mil peças de roupa para a criação de uma unidade de combate ao coronavírus e acolhimento a população carente contaminada em Salvador.

Jay Z – US$ 2 milhões, via Shawn Carter Foundation (em parceria com a Clara Lionel Foundation), para desempregados, encarcerados, desabrigados e populações carentes em Nova York e Los Angeles.

Jorge & Mateus – 172 toneladas de alimentos, 10 mil frascos de álcool em gel, e 200 cursos para área de saúde (arrecadados na “live”).

Justin Bieber – US$ 29 mil para o Beijing Chunmiao Children Aid Foundation na China.

Justin Timberlake – Doação, de valor não divulgado, para o Mid-South FoodBank, em Memphis.

Lady Gaga – US$ 45 milhões, junto com o Global Citizen, para equipamentos de prevenção, testes de coronavírus, e investimentos nas pesquisas por uma vacina ou cura; e mais 20% dos lucros da Haus Lab de março para refeições em Los Angeles e Nova York para pessoas necessitadas.

Lauana Prado – Doação dos direitos autorais de seu próximo álbum para o combate ao coronavírus.

Léo Santana – 40 toneladas de alimentos.

Lucas Lucco – R$ 214 mil (soma dos boletos gerados e doações de empresas em sua “live”) e mais uma tonelada de arroz para famílias de Patrocínio, Minas Gerais.

Madonna – US$1 milhão para Gates Philantrophy Partners’s COVID-19 Therapeutics Accelerator; e investimento, de valor não especificado, juntamente com a Bill & Melinda Gates Foundation, nas pesquisas por vacinas ou remédios para prevenção ou cura do Covid-19.

Marília Mendonça – 225 toneladas de alimentos, 2 toneldas de produtos de limpeza, 250 kg de pão de queijo, 260 litros de refrigerante, 100 litros de tinta, 2 toneladas de argamassa e 50 metros de piso (arrecadações de sua “live”).

Miley Cyrus e Cody Simpson – 120 refeições para trablahdores de um hospital.

P!nk – US$ 500 mil para o Temple University Hospital Emergency, onde sua mãe trabalhou por 18 anos, e mais US$ 500 mil para o City of Los Angeles Mayor’s Emergency COVID-19 Crisis Fund.

Rihanna – US$ 5 milhões via Clara Lionel Foundation para ajudar os mais vulneráveis nos Estados Unidos, no Caribe e na África; mais US$ 4,2 milhões (junto com Jack Dorsey, CEO do Twitter) para vítimas de violênica doméstica afetadas pela quarentena; e mais US$ 2 milhões (junto com a Shawn Carter Foundation) para testes de coronavírus e pessoas vulneráveis.

Sandy e Junior – Doações de valores não divulgados para instituições em Campinas.

Selena Gomez – Doação de valor nao divulgado para LA’s Cedars-Sinai Medical Center, hospital onde ela fez seu transplante de rim. Além disso, ela promete doar US$ 1 de cada venda em sua loja virtual para o Plus 1 Covid-19 Relief Fund.

Shawn Mendes – US$ 175 mil para o SickKids Foundation no Canadá.

Taylor Swift – Doação de valor não revelado para a World Health Organization e Feeding America, além de ajuda direta para fãs pessoalmente afetados pelo coronavírus.

U2 – US$ 10 milhões pra trabalhadores de saúde.

Xand Avião – R$ 322 mil, 455 toneladas de alimentos, 1,5 mil cestas básicas e 3 mil quentinhas (arrecadas em sua “live”).

Xuxa – R$ 1 milhão, via Espaço Laser, para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Fonte: Portal Popline


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]