Dois anos após rebelião, detentos são transferidos e CPP III será reformado

Por on 20 de abril de 2019

Quase dois anos e três meses após a rebelião no CPP III (Centro de Progressão Penitenciária 3) que deixou Bauru em pânico, a Secretaria de Administração Penitenciária está reduzindo o número de detentos no local, para, finalmente, a realização da reforma.

Uma decisão judicial, limitou a capacidade da unidade, em 500 presos após a rebelião. Atualmente, 342 detentos ocupam o local.

Mais informações com o repórter Emerson Luiz.

O Sindicato da Categoria está atento também, a situação de outras quatro unidades prisionais, Gália I e II, Aguaí e Álvaro de Carvalho, que serão administradas no modelo de cogestão. Conforme edital publicado pela SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), caberá à empresa contratada os serviços de controle interno, disciplina e manutenção da rotina diária dos detentos, além dos atendimentos feitos por médicos, enfermeiros, assistentes sociais e psicólogos. Que serão feitos pela iniciativa privada.


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background