‘Dormi a um metro de um cadáver por 8 semanas e não tinha ideia’, diz norte-americana em rede social

Escrito por em 19/10/2021

Em maio de 2020, a influenciadora digital Reagan Baylee começou a sentir cheiros desagradáveis vindo do bloco de apartamentos em que mora, em Los Angeles (EUA). Em quarentena devido ao auge da Covid-19, ela não sabia o que era, mas descrevia o aroma com peixe morto.

Ao descobrir que não tinha como ser alimento estragado, ela ficou preocupada. O cheiro era tão ruim que ela não conseguia dormir e ficava enjoada.

Imagem: Reprodução

Na sexta-feira (15), Reagan postou no TikTok o que houve naquela ocasião: ela viveu durante dois meses com um vizinho morto, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Nos vídeos, a influenciadora disse que percebeu a maior entrada de insetos e aranhas no apartamento e um cheiro muito ruim quando o vento passava pelas janelas. Em determinado momento, ela pensou que o cachorro de um dos vizinhos tivesse morrido.

Com o cheiro cada vez pior, ela chamou o namorado para avaliar a situação. Ele não suportou o odor e também passou mal.Foi então que ela chegou à conclusão que algo estava errado.

Apesar da administradora do imóvel insistir em não incomodar os vizinhos, Reagan chamou a polícia, que deu o prazo de 48 horas para ir ao local.

Mas em meio aos protestos contra a morte de George Floyd, a influenciadora decidiu não retornar a ligação para a polícia.

A reviravolta veio quando ela convenceu a administradora a enviar um funcionário de manutenção para ver de onde vinha o cheiro. “Ele quase não conseguiu subir as escadas. Ele arrancou a máscara e disse: ‘vou pegar a chave mestra, alguém está morto'”, disse.

A norte-americana conta que oito policiais chegaram ao local minutos após sua ligação e interrogaram ela e os demais moradores. A influenciadora não detalhou a idade do vizinho, tampouco a causa de sua morte.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]