Ascam orienta moradores que descartem máscaras no lixo comum

Escrito por em 17/04/2020

Máscaras, luvas, aventais, gorros, óculos de segurança, entre outros equipamentos de proteção individual, não são recicláveis e não devem ser encaminhados para os Ecopontos. A orientação é da Associação dos Catadores de Recicláveis de Bauru e Região (Ascam), que administra as unidades desde novembro do ano passado. O gerente ambiental da Ascam, biólogo Dorival Coral, afirma que desde o início da epidemia, a associação está recebendo EPIs misturados aos resíduos recicláveis, principalmente máscaras e luvas. Os itens não são considerados recicláveis e colocam em risco a saúde dos catadores. Em razão dos germes que podem permanecer nos EPIs utilizados para proteção à saúde, esses itens são considerados fontes contaminantes e devem ser descartados no lixo hospitalar, no caso de profissionais de saúde, ou no lixo doméstico, no caso das demais pessoas. Em seguida, deve-se lavar as mãos com água e sabão ou álcool gel 70%. As recomendações são da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Foto: Divulgação/Ascam

Foto: Divulgação/Ascam


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]