Eleição em reta final do 1º turno. Haja….estômago

Escrito por em 11/11/2020

O acirramento de ânimos numa reta final de eleições municipais é algo esperado por todos os participantes da corrida eleitoral e inclusive pelos eleitores. Historicamente, quando faltam poucos dias para o voto, começam a surgir dossiês, informações sobre a vida pregressa dos candidatos, seus pequenos e grandes pecados e uma verdadeira enxurrada de notícias que carecem de comprovação ou no mínimo, deixam dúvidas sobre sua procedência e interesse. É preciso ter muito cuidado para não navegar no esgoto que se forma a partir do desespero de quem não aceita uma possível derrota. Ao fim e ao cabo, esse tipo de comportamento, de atacar levianamente, sem provas ou de falsear a verdade tentando tirar proveito da desinformação do eleitor, é mais revelador da personalidade de quem ataca do que de quem é, o alvo. Vida dura a do eleitor, que muitas vezes se vê num fogo cruzado e precisa decidir no que acredita ou deixa de acreditar. Uma postura que entendo ser saudável do ponto de vista da decisão do seu voto seria desconfiar de tudo que chega até você sem que se tenha certeza de onde veio. Busque fontes alternativas de informação. O site da justiça eleitoral dispõe de dados importantes sobre todos os candidatos, inclusive aqueles que ainda tem pendências a serem resolvidas mas que recorrem dentro da lei. Cuidado com pacotes prontos e sentenças em questões que nem mesmo a justiça se posicionou. Não se esqueça que decidido seu voto, não dá para voltar atrás. Por isso, os elementos que você vai usar para formar sua opinião não podem se basear em notícias falsas ou manipuladas. Não seja joguete nas mãos de quem busca vingança. Pratique sua liberdade, questione sempre, decida por sua própria consciência. Voto é instrumento de libertação e isso não é pouca coisa. Oremos.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]