Eleições 2018: TSE divulga vídeo para mostrar que são falsas imagens de ‘fraude’ em urnas

Por on 7 de outubro de 2018

Fonte/Texto: BBC

Em meio à votação deste domingo, vídeos apontando suposta fraude nas urnas eleitorais passaram a circular nas redes sociais. No entato, as imagens são falsas, informou o TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

“Vídeo e mensagens em redes sociais e app de bate-papo sobre processamento dos votos na urna antes da tecla ‘confirma’ SÃO FALSOS”, publicou o TSE no Twitter, compartilhando uma nota emitida pelo Tribunal Regional de Minas Gerais (TRE-MG).

O primeiro vídeo em questão foi divulgado nas redes sociais por, entre outras pessoas, Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), candidato ao Senado e filho do presidenciável Jair Bolsonaro. As imagens mostram uma pessoa digitando o número “1”. Em seguida, antes de digitar o “3”, surgiria a foto do candidato presidencial Fernando Haddad (PT). O vídeo não foi feito em plano aberto, e por isso não mostra toda a urna eletrônica.

O TRE também publicou no YouTube uma explicação dada por um técnico de edição de vídeos, afirmando que o vídeo compartilhado nas redes sociais é forjado – há dois cliques antes de aparecer a imagem do candidato petista. Segundo sua análise, há dois barulhos de clique no teclado – ou seja, não teria havido apenas clique no “1” – indicando que o segundo número foi digitado por outra pessoa.

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, determinou que o Ministério Público e a Polícia Federal apurassem o caso. “Ministério Público Federal e Policia Federal já estão acionados. Não sabemos sequer se essa urna existe, se a imagem corresponde à realidade”, disse Weber.

No entanto, fotografar ou filmar a urna eletrônica é crime, por violar o sigilo do voto, segundo o Código Eleitoral. A lei estabelece que é proibido “portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas e filmadoras, dentro da cabina de votação”.

Foto: Reprodução/BBC


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background