Empresa que teria fornecido munição para a produção de Rust é alvo de mandado de busca e apreensão

Escrito por em 02/12/2021

Um mandado de busca e apreensão emitido pelo Gabinete do Xerife do Condado de Santa Fé, nos Estados Unidos, nesta terça-feira, aponta que investigadores podem ter encontrado a fonte da munição usada no set do filme “Rust”, onde o ator Alec Baldwin atirou acidentalmente na diretora Halyna Hutchins, que não resistiu ao ferimento.

A companhia PDQ Arm and Prop LLC, de propriedade de Seth Kenney, fica em Albuquerque, no Novo México, próximo de onde o filme era rodado. A empresa foi citada pela armeira do filme, Hannah Gutierrez-Reed, em depoimento. O pai dela, Thell Reed, armeiro vetereno de Hollywood, também citou em depoimento espontâneo que trabalhou com Kenney em outra produção em agosto e setembro e que houve um treinamento com atores usando munição real na ocasião.

Em sua declaração, o armeiro disse que Kenney pediu que ele levasse munição para esse set, para o “caso de eles ficarem sem o que foi fornecido”. Reed disse então que levou uma “lata de munição” com 200 a 300 cartuchos para o local. Depois que a produção terminou, Reed disse que Kenney levou as balas restantes de volta para o Novo México.

“O Sr. Kenney está cooperando totalmente com as autoridades, como tem feito desde o trágico incidente. Nem o Sr. Kenney nem a PDQ Arm & Prop, LLC forneceram munição real para a produção do Rust”, disse em comunicado o advogado Adam Engelskirchen, à ABC News.

Segundo consta no mandado, autoridades que estiveram na loja na tarde desta terça-feira procuraram por vários itens, como “munição real ou usada; todas as caixas que podem conter munição com o logotipo ‘latão Starline’ para ‘comparação de evidências’; documentos relativos a produtos, equipamentos e munições fornecidos à ‘Rust'”.

O advogado da armeira do filme, Jason Bowles, considerou a execução do mandado como “um grande passo à frente para descobrir a verdade completa sobre quem colocou as munições no set de Rust”.

“Confiamos que o FBI irá agora comparar e analisar o material com as evidências já apreendidas para determinar conclusivamente de onde vieram as balas reais”, ressaltou em comunicado.

Fonte: Yahoo Notícias

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]