Entidades criam movimento para debater retorno de aulas presenciais

Escrito por em 18/01/2021

Na última quarta-feira, foi criado em Bauru o Movimento pela Educação e pela Vida. Composto por entidades de classe, associações, sindicatos e grupos estudantis e de professores, o Movimento foi formado para debater a situação do retorno das aulas presenciais em Bauru e região.

Após o aumento de casos de Covid-19 e avaliar as condições de infraestrutura da maioria das escolas, o grupo concordou que não há condições para um retorno seguro das aulas presenciais em Bauru e região.

De acordo com o professor Marcos Chagas, coordenador regional da Apeoesp, um possível retorno neste momento significaria risco para a vida de crianças, professores, funcionários e para toda a sociedade.

Participam do Movimento Pela Educação e Pela Vida:

Apeoesp Subsede Bauru
UDEMO Bauru – Sind. de Especialista de Educação do Magistério de SP
Apase – Sindicato dos Supervisores de ensino do Magistério de SP
Sinprobau – Sindicato dos professores de Bauru
Sinserm – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Bauru e Região
Sintusp – Sindicato dos Trabalhadores da USP
Adunesp – Associação dos Docentes da UNESP
SEEB – Sindicato dos Bancários e Financiários de Bauru e Região
CUT Subsede Bauru
CPP – Centro do Professorado Paulista
CRP – Conselho Regional de Psicologia de Bauru
CRESS – Conselho Regional de Serviço Social – seccional Bauru
ABRAPSO – Associação Brasileira de Psicologia Social
Conselho Municipal da Comunidade Negra
CMDH- Conselho Municipal dos Direitos Humanos
UJC – União da Juventude Comunista
Movimento Estudantil da USP
Coletivo Ação Libertária
PSOL – Partido Socialismo e Liberdade
PT – Partido dos Trabalhadores
Vereadora Estela Amagro


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]