Entidades educacionais são contra modelo de escola cívico-militar em Bauru

Escrito por em 14/05/2021

A Câmara Municipal de Bauru promoveu nesta quinta-feira (13) uma audiência pública para discutir a implementação do projeto de escolas cívico-militares nas unidades municipais de educação de Bauru. A audiência foi motivada pela divulgação do planejamento de implementação por parte do Executivo. Educadores e representantes de 17 entidades se posicionaram contrários à proposta de implantação do modelo na cidade. O repórter Gabriel Pelosi tem as informações.

No dia 15 de fevereiro, a prefeita Suéllen Rosim e os ministros Milton Ribeiro (Educação) e Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) anunciaram que o município foi contemplado com a criação de uma escola cívico-militar, formato que vem sendo desenvolvido pelo governo do presidente Jair Bolsonaro. No entanto, não foram definidos detalhes como local de implantação e número de alunos contemplados.


Opnião dos Leitores
  1. MARCOS BORRACHA   Em   15/05/2021 em 11:55

    A opção da escola tem que ficar a cargo dos pais. Se eles quiserem e tiver estrutura para tal modalidade de ensino, acho válido.

  2. Alexis   Em   16/05/2021 em 08:31

    O que? Ordem, disciplina e ensino de qualidade… é um absurdo, com certeza a militância não iria querer… aliás a quem interessa ter bons exemplos de cidadãos bem educados e instruídos? A esquerda não!

  3. Marcelo Climaites   Em   17/05/2021 em 06:23

    Qual o problema de uma escola onde a disciplina é cobrada com mais rigor?
    Já vimos várias vezes que os resultados dos alunos que frequentam essas escolas são melhores, então por que entidades educacionais não defendem?

  4. Maria Helena Alves   Em   17/05/2021 em 12:44

    Totalmente a favor. Precisamos de boas escolas , com ensino de qualidade e com formação cívica.

  5. Vitor Silva   Em   17/05/2021 em 14:21

    Em uma Democracia oxigenada, desde que o fim educacional possa ser verificado — por meio de exames e provas, todas as formas pedagógicas, previamente, jamais poderão ser proibidas. A existência de várias possibilidades de educação busca justamente contemplar os vários tipos psicológicos humanos, Montessori, Freire e Waldorf, são exemplos disso. Há quem se adeque melhor ao perfil militar, que desde os textos védicos, há mais de 5 mil anos, tal perfil é denominado kshatrya, compondo um dos elementos da estrutura social, não só da Índia antiga, mas de todas as sociedades.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]