Especialista fala sobre os cuidados que profissionais devem ter antes de divulgar notícias

Por on 30 de março de 2020

Desde o início da pandemia do coronavírus, é fácil encontrar pelas redes sociais textos, áudios ou vídeos de médicos alardeando novos casos de Covid-19 ou, até mesmo, passando “receitas” milagrosas para aumentar a imunidade diante do coronavírus. No início de fevereiro, um médico que atua em um hospital particular de Bauru publicou em suas redes sociais que teria um caso de coronavírus confirmado na cidade. No entanto, o resultado do exame da paciente citada pelo médico em sua publicação descartou a doença dias depois. Pelo código de ética médica, o profissional deve evitar qualquer tipo de divulgação de assunto médico de forma sensacionalista, promocional ou de conteúdo inverídico. Quem explica é Edoardo Vattimo, do Conselho Regional de Medicina de São Paulo.

Ainda de acordo com o código de ética da profissão, a participação do médico em qualquer meio de comunicação de massa deve ter caráter exclusivamente de esclarecimento e educação da sociedade.


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background