Falta de liberação de documentos na Secretaria de Planejamento preocupa presidente da Câmara

Escrito por em 04/05/2022

Vereador Marcos de Souza se mostrou preocupado com alguns apontamentos recebidos, quanto a falta de liberação de documentos pelo setor de projetos da Secretaria de Planejamento.

O presidente da Câmara disse que solicitará à Seplan, informações sobre a produção do setor nos primeiros quatro meses deste ano e, quais alterações ocorreram nessa área, uma vez que o procedimento travou.

No início do mês de março, o vereador Guilherme Berriel criticou o valor salarial pago pela prefeitura aos arquitetos do município. Segundo o parlamentar, o piso nacional da categoria para 30 horas semanais, gira em torno de 7 MIL REAIS, enquanto o valor pago aos servidores em início de carreira, é de R$ 3.800,00.

Leia mais:

  • PREFEITURA ALTERA PLATAFORMA DO HABITE-SE VISANDO AGILIZAR APROVAÇÃO DE PROJETOS
  • SECRETÁRIO COBRA EXPLICAÇÕES DE VEREADOR SOBRE FALA INDICANDO SUPOSTO ESQUEMA DE CORRUPÇÃO NA SEPLAN

  • Opnião dos Leitores
    1. André Cunha   Em   04/05/2022 em 08:29

      fala para esse tal de Berriel, que pode pagar 50 mil por mês para os funcionários da SEPLAN que a velocidade de trabalho será a mesma, e ainda irão no SINSERM reclamar que estão ganhando pouco e das condições de trabalho, o problema não é salário e sim vontade de trabalhar, diferentemente da inciativa privada, a publica trabalham como quer sem a preocupação de desenvolver um bom trabalho para garantir seu “ganha pão”.

    2. J SILVA   Em   04/05/2022 em 13:48

      O PROBLEMA É O CIDADÃO SE INSCREVER NO CONCURSO, ONDE SABE O QUANTO IRÁ GANHAR, A CARGA HORÁRIA, E O LOCAL DE TRABALHO, PARA DEPOIS RECLAMAR QUE ESTÁ GANHANDO MENOS QUE NA INICIATIVA PRIVADA. ÓBVIO, POIS A PREFEITURA NÃO TRABALHA PARA AUFERIR LUCRO, DESSA FORMA, NÃO HÁ COMO SEGUIR UM PISO DE CATEGORIA, POIS SERVIDOR PÚBLICO, EM SUA ENORME MAIORIA, NÃO GOSTA DE TRABALHAR, MAS FICA OCUPANDO O LUGAR MESMO NÃO TRABALHANDO. SE QUER UM SALÁRIO MELHOR, VÁ PARA A INICIATIVA PRIVADA, AFINAL LÁ SE VISA O LUCRO, O TRABALHO BEM REALIZADO, CUMPRINDO CARGA HORÁRIA E SENDO R E A L M E N T E AVALIADO PELO SERVIÇO REALIZADO. PRESTOU O CONCURSO, ADERIU ÀS CONDIÇÕES DO EDITAL, NÃO PODENDO RECLAMAR QUE O SALÁRIO NÃO É O MESMO PAGO NA INICIATIVA PRIVADA. QUE TAL PRESTAR PARA ENGENHEIRO DO BANCO DO BRASIL, FISCAL DA RECEITA FEDERAL, AGU, E MUITOS OUTROS QUE PAGAM BEM?

    3. Adilson   Em   04/05/2022 em 17:55

      Isso só vai melhorar quando acabarem com essa de que não pode mandar funcionário público embora e que tem estabilidade de emprego, a maioria presta concurso já com esse pensamento, e esquece que do outro lado tem pessoas, tem empresas dependendo da qualidade e produtividade desse profissional, é lamentável.

    Deixe uma resposta

    Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



    [Nenhuma estação de rádio na Base de dados]