Família faz vaquinha para pagar cirurgia da Gi que sofre de doença no esôfago

Escrito por em 15/09/2020

Giane Cristina Guimarães Martins tem 33 anos, é esposa do Diego e mãe do Nickolas (12 anos) e do Benjamin (3 anos). Pedagoga, ela atende crianças com distúrbios e dificuldades de aprendizagem como o autismo. Durante muito tempo, Giane padeceu com problemas para engolir, não conseguindo comer o suficiente, sofrendo com náuseas, ânsia e vômito. Há 13 anos, procurou ajuda médica e foi diagnosticada com refluxo gastroesofágico. Anos se passaram com tal tratamento que contribuiu para o agravamento de seus sintomas. Apenas no início do ano de 2020, através de exames, Giane recebeu o diagnóstico correto de Acalasia Esofágica que é uma alteração muscular do esôfago. Uma das consequências desta doença é a dilatação do esôfago pelo acúmulo de alimento. A gravidade de seu problema só foi explicitada pelo médico após o último exame, no dia 9 de setembro. Diversos tratamentos e terapias são indicados pelos médicos, com utilização de nitratos, toxina botulínica, dilatação pneumática ou Miotomia de Heller, porém no grau avançado de dilatação de seu esôfago, Giane só tem uma opção: A miotomia peroral é um procedimento realizado por endoscopia, trazendo menos riscos de saúde e contaminação e resultando em melhora da qualidade de vida. Esta pode ser a última chance que Giane tenha de poder se alimentar normalmente. Caso não consiga esta cirurgia, a remoção do esôfago que é um procedimento delicado e de alto risco. Familiares e amigos fazem uma vaquinha online para que Giane consiga a cirurgia.

LINK SITE: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajuda-para-a-gi


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]