Festival ‘Viva a Cultura Fepac’ tem programação variada neste fim de semana

Escrito por em 05/03/2021

O festival “Viva a Cultura Fepac” chega ao oitavo dia de apresentações neste sábado (6/03). O público pode acompanhar a transmissão a partir das 20h, no canal do Youtube da Secretaria de Cultura, youtube.com/SecretariadeCulturadeBauru.

O festival é realizado pela Secretaria de Cultura, através do Fundo Especial de Promoção das Atividades Culturais (Fepac), e conta com a parceria do Diário do Brasil – TV Preve e da 94FM, e com o apoio da FAAC webTV (Unesp).

“Senhora Dona Baratinha”

Na apresentação, o grupo DiDois faz uma adaptação do conto infantil “O casamento da Dona Baratinha”. A peça é representada em um cenário minimalista e acontece em torno de diálogos atuais acompanhados de músicas cantadas e tocadas pelos artistas.

Paulo Eduardo Campos, um dos participantes da encenação, é formado em artes cênicas e produção audiovisual. Foi vocalista da banda Fantasy e Kodificada, já atuou como apresentador de TV e locutor de rádio, fez participações nas novelas “Haja Coração”, “Novo Mundo” e “Orgulho e Paixão”, da Rede Globo, e, recentemente foi protagonista no Musical “Os Boêmios de Adoniran”, em São Paulo.

Tatiana Sa, que também atua na obra, é formada em artes cênicas, é especialista em análise corporal e faz pós-graduação em neuropsicopedagogia institucional e clínica. Atua como arte-educadora no Centro de Educação Musical Adriana Rossetto, é docente na pós-graduação de contação de histórias e mediação de leitura pela Acrópole Educacional Bauru e faz parte do “Histórias de uma contadora”.

Quarentena Na Bela Vista

A animação em 2D retrata, em preto e branco e com traço simples estilo cartoon, um produtor audiovisual, que, após ser impedido de finalizar a produção de seu longa-metragem, rejeita outros trabalhos para escrever um livro sobre o Brasil em 2020.

A roteirização, o desenho e a edição são de Paulo Eduardo Tonon. Na década de 90, ele tocou bateria em bandas alternativas de Bauru. Em 2001, produziu, roteirizou e dirigiu o curta acadêmico “Crime Real – Os desdobramentos do sequestro de Roberto Carlos”. Em 2018, seu curta-metragem “Relógios Adiantados – O fim de Espírito Santo da Fortaleza” foi exibido na segunda edição do Filma Bauru. Paulo conta sobre a produção do curta em “Engrenagens do curta ‘Relógios Adiantados’”. Já os efeitos sonoros e musicais serão produzidos por Eric Nakamura, músico do grupo “Obscuro Lavrador”.

Todo Tom De Amor

A apresentação leva ao palco as canções de Tom Jobim, um dos pioneiros da bossa-nova. As canções são interpretadas pelo músico João Molina na flauta transversal e saxofone, dançadas pela bailarina interprete Merene Lobato, com a participação do ator Marco Aurélio Ribeiro.

A performance é realizada pelo Núcleo de Dança Giracorpo, fundado em 1996. Merene Lobato, bailarina da apresentação, é formada pela Royal Academy of Dance, é bacharel em educação física e trabalha como professora e coreografa no Centro de Dança Giracorpo. Merene esteve nos espetáculos Os Saltimbancos, O Quebra-Nozes, Sonho de uma noite de verão, Alice no país das Maravilhas, O Pequeno Príncipe, entre outros.

Marco Aurélio Ribeiro é formado em letras e trabalha como ator desde 2005 e é aluno de ballet clássico e sapateado no Centro de Dança Giracorpo. Atuou em espetáculos como Balada de um Palhaço, A Mente Capta, Restos Imortais, Um Grito Parado no Ar, Hoje é Dia de Rock, entre outros. João Molina é flautista há 7 anos e saxofonista há 5 anos. É músico da banda musical de Bauru e do grupo de referência do projeto guri. É professor de música no Espaço Musical Thiago e participa dos espetáculos do Centro de Dança Giracorpo como músico convidado desde 2015.

Violão, Pixels E Voz

O pocket show traz criações musicais de Thiago Lucali em um formato minimalista, com voz e violão. A performance reúne o repertório do artista, canções do disco “Olhos que molham” e inéditas do futuro álbum.

O paulista Thiago Lucali é músico, poeta e criador. Em 2017, participou do show “Dikhotômico convida João Biano”, com Sinuhe LP. Em 2019, lançou, também junto a Sinuhe LP, o disco de “Olhos que molham” e, no mesmo ano, ambos apresentaram o show “Toque de Recolher”. Thiago transita entre os palcos, as trilhas e o texto, atua também como produtor cultural e ministra cursos e oficinas na área de educação musical. Em 2019, ele fez a abertura do Projeto Dandô e, em 2020, participou do Projeto Partilhas Artísticas.

Variações Sobre Um Mesmo Tema

O show apresenta um tributo a banda Engenheiros do Hawaii, relembrando as músicas que fizeram maior sucesso ao longo da trajetória do conjunto musical e na carreira solo do líder Humberto Gessinger.

A banda Clichês Inéditos foi formada em 2018. Em suas apresentações, os artistas procuram manter os arranjos das canções originais, mas sem deixar de lado os improvisos ao vivo. A banda se apresenta em trio, assim como a Engenheiros do Hawaii na formação original, e leva ao palco combinações de instrumentos diversos com bateria, percussão, guitarra, violão, viola caipira, contrabaixo, entre outros.

Serviço

Festival “Viva a Cultura Fepac”
De 27/02 a 28/03, a partir das 20h
Canal do Youtube da Secretaria de Cultura de Bauru: youtube.com/SecretariadeCulturadeBauru
Facebook: @secretariadeculturadebauru
Instagram; @culturabauruoficial
Programação completa: https://www2.bauru.sp.gov.br/cultura/vivacultura.aspx

Programação de 6/03

“Senhora Dona Baratinha” – Grupo Didois (Artes Cênicas)
Quarentena Na Bela Vista – Paulo Eduardo Tonon (Audiovisual)
Todo Tom De Amor – Núcleo de Dança Giracorpo (Dança)
Violão, Pixels E Voz – Thiago Lucali (Música)
Variações Sobre Um Mesmo Tema – Clichês Inéditos (Música)

Crédito: Prefeitura de Bauru/Divulgação

Crédito: Divulgação/Prefeitura de Bauru


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]