G.R.E.S UNIDOS DA DENGOSA. A INCOMPETÊNCIA NA AVENIDA.

Por on 1 de março de 2019

O maior carnaval de todos os tempos em Bauru começou a ser preparado ainda na metade do ano passado. Regado a toneladas de lixo, terrenos sujos e criadouros espalhados por todos os cantos da cidade. Com mais de 3.500 integrantes mas podendo ter um número muito maior segundo a própria secretaria de saúde, a Escola de Samba Unidos da Dengosa seria imbatível na avenida. Sua comissão de frente viria adornada de muita dor de cabeça, febre e vermelhidão no corpo. Seu carro abre alas teria dezenas de macas em um corredor estilizado com muitos pacientes tomando soro e paracetamol. Difícil mesmo seria manter a ala das baianas pois a cada giro seria necessário apoiá-las para irem ao chão por conta das tonturas e náuseas. Entre tamborins e treme-terras da bateria tarefa inglória seria não atravessar o ritmo. Aliás haveria uma grande possibilidade de após entrarem no recuo, não mais retornarem para a conclusão do desfile. Encerrando a surreal apresentação não poderia faltar o fumacê em perseguição ao mosquito da dengue na passarela do samba e uma piscina de repelente para banhar os poucos presentes que ainda não fazem parte da estatística. Cômico se não fosse trágico. Mas os dengosos não devem estar no sambódromo. Precisam ficar em casa cuidando da hidratação e rezando para não ter contraído a dengue hemorrágica. Enquanto isso, além dos prejuízos à saúde pessoal, temos bilhões gastos em estrutura, remédio e pessoal para atender os pacientes. Milhões de horas de trabalho perdidas nos mais variados setores como indústria, comércio e serviços. E uma vergonha sem tamanho da nossa incompetência na luta contra a dengue e seu mosquitinho. Ah. O enredo poderia ser mais ou menos assim: O ABRE ALAS QUE EU QUERO PASSAR. EU SOU A DENGUE E VOU TE PEGAR. SE NÃO AGORA, NO ANO QUE VEM. QUANDO EU VOLTAR. Oremos.

Foto: agenciabrasil.ebc.com.br


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background