Governo anuncia leitos UTI-COVID para diversas regiões; Bauru não é contemplada

Escrito por em 04/03/2021

O Governador João Doria anunciou nesta quarta-feira (3) a ativação de 500 novos leitos para o combate à pandemia do coronavírus. Destes, 339 leitos são de UTI COVID e outros 161 de enfermaria em hospitais estaduais, municipais e vinculados ao SUS, como Santas Casas e serviços filantrópicos. A finalidade é garantir atendimento aos pacientes graves e fortalecer a rede em regiões que apresentam elevação das taxas de ocupação. Os novos leitos serão ativados no decorrer do mês, auxiliando na absorção da demanda dos casos de COVID-19 em unidades hospitalares da Grande São Paulo, Campinas, Araçatuba, Araraquara, Piracicaba, Marília, Presidente Prudente e Litoral Norte. Segundo o Governo Estadual, A expansão é fruto do mapeamento e análise técnica das capacidades estruturais de cada hospital, aliado ao monitoramento do cenário da COVID-19 no território, visando salvar vidas e assegurar atendimento igualitário à população. No período pré-pandemia, o SUS de SP já contava com 3,5 mil leitos de UTI. Com a mobilização de todos os gestores públicos, será possível passar para mais de 8,8 mil leitos do tipo. Bauru, a princípio, não foi contemplada com esses leitos.

Prefeitura

Diante do anúncio do governo, a prefeitura de Bauru se manifestou dizendo que, para os hospitais que estão no município, foram prometidos 30 leitos de enfermaria e 20 de UTI. Estes últimos ainda não foram criados.
Os 20 leitos de UTI deverão ser distribuídos em duas unidades, sendo dez no Hospital Estadual (HE), com custeio do Estado, e dez no hospital de campanha, que o município cobra para que se torne o futuro Hospital das Clínicas (HC). Estes leitos no HC serão custeados pela prefeitura, devido a um acordo judicial firmado no ano passado. Os respiradores também serão cedidos pelo município. Estes aparelhos estão à disposição do Estado desde janeiro deste ano.
Contudo, a implantação dos leitos deve ser feita pelo Estado, o que ainda não ocorreu. Da mesma forma, como ainda não foram criadas novas vagas, não há leitos adicionais para serem credenciados no Ministério da Saúde. Por parte do município, todas as medidas para o atendimento da população estão acontecendo.

Sincomércio

Entidades patronais do comércio, serviços e indústria protocolaram um ofício na Prefeitura de Bauru, pedindo que a prefeita Suéllen Rosim solicite ao governo federal a instalação em Bauru de um hospital de campanha do Exército para atender pacientes com covid-19 de Bauru e região. O pedido assinado e protocolado pelo presidente Sindicato do Comércio Varejista de Bauru e Região, Wallace Sampaio, indica que o hospital de campanha seja instalado em seu pavilhão no Recinto Mello Moraes.

Estado

Por meio de nota, o Estado se pronunciou dizendo que tem trabalhado sozinho pela criação de novos leitos na região e na cidade de Bauru, uma vez que nenhum leito de UTI instalado no município é mantido pela Prefeitura. Já estão em funcionamento 10 leitos de enfermaria não-COVID anunciados em fevereiro para o Hospital de Base de Bauru. Há outros 30 leitos de enfermaria no hospital de campanha instalado no prédio da USP, em Bauru, e serão ativados outros 10 nos próximos dias. Ainda segundo o governo, também estão em instalação mais 10 leitos de UTI no Hospital Estadual de Bauru, e já foram ampliados 22 novos leitos de enfermaria na unidade – 4 deles integrando os 500 leitos anunciados na coletiva de imprensa do Governo de SP de hoje (3). Atualmente, o HEB opera com 50 leitos de UTI e 68 de enfermaria. Agora, a Secretaria da Saúde aguarda o município e a Famesp concluírem a instalação dos 10 leitos para formalizar o convênio de auxílio financeiro, totalizando assim 20 novos leitos de UTI em serviços estaduais de saúde presentes em Bauru.

Crédito: Maicon Hinrichsen/ Palácio Piratini


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]