Igreja presbiteriana diz que não abre, mesmo diante de flexibilização para cultos presenciais

Escrito por em 09/06/2020

A Primeira Igreja Presbiteriana de Bauru, por meio de seu Conselho, decidiu permanecer fechada com as celebrações presenciais aos fiéis. Mesmo diante do plano de flexibilização do governo, autorizando celebrações de missas e cultos com restrições, os Presbíteros orientaram os pastores a seguirem com a transmissão de cultos online até o início do mês de julho, quando o Conselho fará uma nova avaliação da situação da pandemia de Covid-19 na cidade. A decisão por seguirem cumprindo o isolamento social se deu após o Conselho avaliar o grande número de crianças, idosos e pessoas que se enquadram no grupo de risco pertencentes à Igreja Presbiteriana de Bauru.


Opnião dos Leitores
  1. Jonas Molina   Em   13/06/2020 em 09:33

    Finalmente uma igreja com um Conselho sensato e não fanáticos. Que conpreendem a delicadeza da situação. Obrigado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]