Justiça concede liminar para abertura de Hospital de Campanha das Forças Armadas em Bauru

Escrito por em 13/07/2021

A Justiça Federal concedeu liminar, obrigando a União a apresentar, em 48 horas, um plano de trabalho para a instalação de um hospital de campanha das forças armadas em Bauru. O pedido foi feito através de uma ação popular, de autoria dos vereadores Eduardo Borgo e Coronel Meira.

Em entrevista ao vivo no programa Informasom, Borgo lembrou que antes da concessão da liminar, houve uma tentativa de conciliação, que acabou não acontecendo.

Borgo lembrou ainda do corte de verbas para a saúde, que refletiu em uma redução no orçamento para a cidade, de R$24 milhões.

Durante a audiência de conciliação, foi cogitada a instalação do hospital de campanha das forças armadas, no prédio do HC da USP, que deveria autorizar o funcionamento do hospital militar por ser a proprietária do prédio. Caso não seja autorizado a alternativa seria o Recinto Mello Moraes.


Opnião dos Leitores
  1. André Cunha   Em   13/07/2021 em 13:06

    chegou tarde, os casos estão caindo e a ocupação dos leitos está abaixo dos 100% com viés de queda com a vacinação, o hospital tinha que ter sido instalado a 3 ou 4 meses atrás, uma pena, muitos morreram sem chances de um tratamento adequado.

  2. Sergio Lima   Em   14/07/2021 em 08:44

    Eles não medem esforço para tentar mostrar que o Exército (os Militares) é que são a salvação para os males do Brasil.
    Tentaram colocar de Ministro da Saude um General, Eduardo Pazuello, totalmente despreparado para a função, achando que a segunda onda do Covid seria só um surto. De nada resolveu.
    Agora tenta colocar em Bauru, uma cidade governada por uma Bolsonarista e negacionista, um Hospital de Campanha do Exército, para depois afirmar que foram eles que salvaram a cidade, que foi jogada para escanteio pelo Governo do Estado de SP devido aos entraves políticos gerados pela então Prefeita e então angariar votos e popularidade junto à população.
    Só não enxerga quem não quer!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]