Justiça nega recurso do Noroeste e Panela de Pressão pode ser vendida por R$ 2 milhões

Escrito por em 06/10/2020

O Tribunal Regional do Trabalho não acatou recurso do Noroeste, que pretendia derrubar decisão da Justiça Trabalhista, que reduziu o valor do lance mínimo para o leilão do ginásio Panela de Pressão, para R$ 2 milhões.

A área onde está localizada o ginásio Panela de Pressão, foi avaliada em R$ 5 milhões. No primeiro leilão do imóvel, realizado em 11 de dezembro do ano passado, a Justiça estipulou o lance mínimo em 50% do valor avaliado. Mesmo assim, não apareceram interessados. Assim, os advogados de parte dos credores solicitaram a redução no valor do lance mínimo, aceito pela justiça.

Agora, as partes aguardam a publicação do acórdão, para que a Justiça Trabalhista agende uma nova data para o leilão, já com novo valor mínimo para a compra da área. O pagamento, inclusive, poderá ser parcelado.

Entre as principais dívidas do Noroeste, constam R$ 7,. milhões, referentes a dividas previdenciária, multas trabalhistas e FGTS, outros R$ 2 milhões em dívidas trabalhistas e mais R$ 2 milhões à Prefeitura, sendo a maior parte, em IPTU.

Os advogados dos ex-funcionários e ex-atletas do Noroeste, aguardam o retorno do processo à 1ª instância para solicitar a adjudicação do ginásio. Caso o pedido seja aceito pela Justiça do Trabalho, o ginásio passaria a pertencer aos credores do clube.

Local já abrigou grandes conquistas do esporte bauruense. Foto: Sérgio Pais


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]