Limites territoriais do Igapó enfraquecem fiscalização de festas clandestinas no local

Escrito por em 22/04/2021

Situado na tríplice fronteira entre os municípios de Bauru, Agudos e Pederneiras, o Vale do Igapó tem se tornando território livre para realização das festas clandestinas na pandemia. Fiscais da prefeitura de Bauru só podem atuar dentro dos limites territoriais o que acaba deixando a fiscalização enfraquecida. Em entrevista à 94FM, Nilson Ghirardello, secretário da Seplan, disse que o Vale do Igapó é um local complicado de fiscalizar e tem faltado ação das demais prefeituras. Vamos ouvir:

Sobre o assunto, a prefeita de Pederneiras, Ivana Camarinha, disse que não tem recebido denúncias de festas no Vale do Igapó e destacou a importância da comunicação entre os municípios.

A 94FM entrou em contato com a Polícia Militar e aguarda manifestação.


Opnião dos Leitores
  1. Jairo Andrade   Em   23/04/2021 em 15:38

    A prefeituras têm limites, mas a Polícia Militar não tem; afinal a polícia é estadual.
    Quer quer faz, quem não quer arruma desculpa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]