Marília Mendonça: filha de piloto diz que vai processar Cemig

Escrito por em 18/11/2021

Vitória Medeiros, de 19 anos, filha mais velha do piloto Geraldo Medeiros Júnior – que pilotava o avião que caiu em Piedade de Caratinga, no Vale do Rio Doce, matando cinco pessoas, entre elas a cantora Marília Mendonça – disse que vai processar a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). A afirmarção foi feita nesta quarta-feira (17/11) por meio do Instagram.

A aeronave atingiu uma linha de distribuição da empresa antes de cair em uma cachoeira, a cerca de 4 km do aeroporto de Caratinga,  em 5 de novembro. Além da cantora goiana e do piloto, outras três pessoas morreram no acidente: o copiloto, Tarciso Viana; o produtor Henrique Ribeiro; e o tio e assessor de Marília, Abicieli Silveira Dias Filho.
No Instagram, Vitória atribui o desastre à falta de sinalização da Cemig para a presença de linhas de distribuição. “Se tivesse essa sinalização, tudo poderia ser diferente e isso vai ser importante principalmente para proteger a vida de outras pessoas caso haja uma emergência”, postou a jovem.

Imagem: Reprodução/Instagram

Por meio de nota, a Cemig argumentou que a sinalização por meio de esferas na cor laranja é exigida para torres em situações específicas, entre elas estar dentro de uma zona de proteção de aeródromos, o que não é o caso da torre atingida pelo avião que transportava a cantora.
“Reiteramos que a Cemig segue rigorosamente as Normas Técnicas Brasileiras e a regulamentação em vigor em todos os seus projeto”, diz o texto.
Fonte: Estado de Minas

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]