Meira defende integração entre polícias para coibir crime organizado como o que agiu em Araçatuba

Escrito por em 31/08/2021

O assalto a banco ocorrido na madrugada de ontem (30) em Araçatuba repercutiu na Câmara Municipal de Bauru. O vereador Coronel Meira, que é ex-comandante geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, fez uma avaliação da ação em que assaltantes fortemente armados fizeram reféns em roubo aos cofres da agência do Banco do Brasil.

Segundo Meira, em cidades como Araçatuba, Bauru, Ourinhos e Botucatu, que já sofreram com ação semelhante, o Banco do Brasil tem um setor específico para armazenar altas cifras em dinheiro para serem distribuídas aos demais bancos dessas regiões. O Seret, Setor de Retaguarda e Tesouraria do Banco do Brasil, se tornou atrativo para esse tipo de quadrilha, chamada de Novo Cangaço. Para o vereador, cidades onde estão esses departamentos precisam estar preparadas para esse tipo de quadrilha.

Meira alerta que as polícias militar, civil e as federais não compartilham informações de inteligência. Segundo ele, é urgente a necessidade de integração entre as polícias.

Outra ação sugerida pelo ex-comandante da PM para coibir as investidas do crime organizado é realizar vistorias frequentes nos presídios do Estado.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]