Moradores protestam contra derrubada de árvores nas obras das marginais da Marechal Rondon

Escrito por em 14/10/2021

Novamente, bauruenses demonstram insatisfação contra o corte de árvores em obras pelo município. Desta vez, os moradores do Jardim Araruna planejam um ato popular neste domingo, dia 17, contra a derrubada das árvores para a construção das pistas marginais da rodovia Marechal Rondon. O projeto é empreendido pela concessionária ViaRondon e munícipes alegam que as obras não só serão responsáveis pelo desmatamento local, como também afetarão a própria qualidade de vida dos moradores do bairro. Em entrevista à 94 FM, a ativista da Frente de Defesa Animal de Bauru, Soraya Gasparini, relata que árvores de mais de 50 anos foram marcadas para erradicação. Ela também comenta que, há dias, tenta entrar em contato com a concessionária sobre os possíveis impactos das obras, mas não obteve nenhuma resposta:

O representante legal dos moradores do Jardim Araruna, o advogado Edilson Marciano, argumenta que os mesmos não teriam sido consultados sobre a realização das obras e suas implicações.

A 94 FM também ouviu a ViaRondon. Em nota, a concessionária informa que as obras de implantação das marginais de Bauru, obteve junto aos órgãos ambientais competentes todas as licenças, permissões e autorizações necessárias para execução das obras. A operadora também argumenta que prevê o plantio de 16.581 mudas nativas tanto em área exclusiva de cerrado, quando em área de transição entre Cerrado e Mata Atlântica no Estado de São Paulo.


Opnião dos Leitores
  1. André Cunha   Em   14/10/2021 em 08:11

    a coletividade sempre tem que sobressair aos interesses individuais, existe a necessidade da construção das marginais e não é meia dúzia de pessoas que irão brecar o desenvolvimento, em relação a arvores, existem leis compensatórias justamente para que não ocorra prejuízos ao meio ambiente.

  2. Soraya gasparini   Em   14/10/2021 em 18:32

    O senhor tem conhecimento do projeto?, acho que não, existe espaço para o desenvolvimento, simplesmente mudaram,a rodovia vai passar ao lado de um bairro, com muitas pessoas e não meia dúzia de pessoas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]