Morre aos 90 anos o ator Sean Connery, eternizado como o agente James Bond

Escrito por em 31/10/2020

O ator Sean Connery, mundialmente conhecido como o primeiro intérprete do agente secreto James Bond, morreu neste sábado, 31, aos 90 anos. O óbito foi confirmado à emissora britânica BBC pela família do ator escocês, mas a causa da morte não foi revelada. Connery atuou em sete filmes da franquia e é apontado como o principal intérprete de James Bond no cinema.

A família de Connery informou que ele morreu enquanto dormia nas Bahamas, onde viveu recluso nos últimos anos. O ator completou 90 anos no mês de agosto.

Na década de 1960, quando tinha 30 anos, Connery foi selecionado para interpretar James Bond em ‘007 Contra o Satânico Dr. No’, o primeiro filme baseado nas obras do escritor Ian Fleming. O ator conquistou o papel diante da concorrência de outros nomes mais famosos devido à sua boa aparência. O reconhecimento como o agente secreto galanteador rendeu ao escocês a fama de símbolo sexual por décadas.

Connery também interpretou James Bond nos filmes ‘Moscou Contra 007’, ‘007 Contra Goldfinger’, ‘007 Contra a Chantagem Atômica’, ‘007 – Só Se Vive Duas Vezes’ e ‘007 – Os Diamantes São Eternos’. Ele ainda atuou como o agente secreto em ‘007 – Nunca Diga Nunca’, que por conta de uma batalha jurídica não é considerado um filme oficial da franquia pelos detentores dos direitos da obra de Fleming.

Para além dos filmes da franquia ‘007’, Connery ficou imortalizado na história do cinema em 1988, ao ganhar um Oscar de ator coadjuvante por sua participação no filme ‘Os Intocáveis’, lançado no ano anterior. Ele teve atuações de destaque em outros grandes sucessos, como ‘O Nome da Rosa’ (1986) e ‘Caçada ao Outubro Vermelho’ (1990).

O ator também foi premiado com o Globo de Ouro e com o BAFTA. Em 2000, ele recebeu a principal condecoração do Reino Unido ao ser nomeado ‘Sir’ pela rainha Elizabeth II. A concessão da distinção sofreu sucessivos atrasos devido à militância que Connery exercia em favor da independência da Escócia, algo que desagradava a realeza britânica.

Connery foi casado duas vezes, com a atriz australiana Diane Cilento, entre 1962 e 1973, e com a pintora francesa Micheline Roquebrune, com quem estava desde 1975. Ele teve um único filho, Jason Connery, fruto de seu primeiro casamento.


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]