No Nicolau Alayon, Nacional e Noroeste não saem do zero

Escrito por em 18/10/2020

No primeiro jogo do mata-mata do campeonato paulista da série A3, Nacional e Noroeste empataram em zero a zero na tarde deste domingo, no estádio Nicolau Alayon, em São Paulo.

O Noroeste, mais uma vez, não contou com o meia Yamada. Em nota, o clube informou que o jogador foi poupado para que ganhe mais confiança no chute e nas divididas. A última partida de Yamada com a camisa noroestina foi em 4 de março, na vitória contra o Desportivo Brasil, por 1 a zero, pela 9ª rodada da fase de classificação. Na oportunidade, Yamada se contundiu aos 20 minutos de jogo.

O time da capital foi melhor no primeiro tempo. Logo aos 8 minutos, Pablo fez boa defesa após cabeceio de Gabriel, em cobrança de escanteio. A única chance noroestina saiu no minuto seguinte. Richarlyson cobrou escanteio e Guilherme Teixeira subiu sozinho, cabeceando a bola rente à trave do goleiro Douglas. No Naça, o atacante Wellington deu trabalho pra zaga alvirrubra. Aos 28 minutos, ele fez boa jogada na grande área bauruense e fez o cruzamento por baixo. Pra sorte do Noroeste, a bola passou por todo mundo. Wellington quase marcou aos 32, após receber passe de Mateus Barros e bater no contrapé do goleiro Pablo, que conseguiu evitar o gol. Após os dois sustos, o Noroeste saiu mais para o jogo, mas não levou perigo. Nos acréscimos do primeiro tempo, Pablo salvou gol certo do Nacional, em finalização de Tavares.

O técnico Luiz Carlos Martins voltou com uma mudança para o segundo tempo. Tirou o volante Maranhão, para a entrada de França.

Antes dos 5 minutos, o Noroeste criou duas oportunidades, a primeira em cruzamento de Igor Pimenta, defendido pelo goleiro Douglas enquanto na segunda, Richarlyson chutou de fora da área, assuntando o goleiro. Aos 6 minutos, de novo Wellington quase marcou. Pela esquerda, ele levantou pra grande área noroestina e a bola bateu no travessão de Pablo. Dois minutos depois, Guilherme Lobo, livre na grande área, perdeu chance de ouro para o Nacional. A melhor chance do Norusca foi aos 13 minutos, com o atacante Pedro, que apertou a saída de bola adversária e ganhou. Na saída do goleiro Douglas, Pedro bateu por cobertura, com a bola indo pela linha de fundo.

Martins mudou mais uma vez, tirando o atacante Fidel Rocha para a entrada de Leleco. Renan levou perigo ao gol do Nacional aos 26 minutos, em chute cruzado, após bola trabalhada no ataque noroestino. Aos 30, França quase marcou, após rebote do goleiro Douglas, mas a finalização acabou fraca. O gol poderia ter saído aos 34, em contra-ataque pela direita, Igor Pimenta, já na grande área, bateu pra fora. Pelo meio, França entrava sozinho como opção.

O técnico bauruense voltou a mexer, tirando Richarlyson para a entrada de Denilton. Mesmo assim, o gol não saiu.

A partida de volta acontece no próximo sábado, às 17h30, no estádio Alfredo de Castilho. Quem vencer fica com a vaga e, em caso de novo empate, o classificado à semifinal, será conhecido em cobrança de pênaltis.

Goleiro Pablo fez um bom primeiro tempo. Foto: Bruno Freitas/ECN


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]