Noroeste vence derby em Marília e segue vivo na briga pelo acesso da A3

Escrito por em 09/04/2022

Após as derrotas do Futsal Bauru, Sesi Vôlei Bauru e do Bauru Basket, o Noroeste salvou o final de semana esportivo do bauruense e segue vivo na briga pelo acesso à série A2 paulista. Na noite deste sábado, no estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal, o alvirrubro derrotou o Marília por 1 a zero, em jogo válido pela 3ª rodada da segunda fase do campeonato paulista da série A3. O clássico teve momentos de tensão, dentro e fora de campo e, no próximo final de semana, as equipes voltam a se enfrentar.

Jogando em casa e contando com o apoio do torcedor que compareceu em grande número ao Abreusão (3.083 pagantes), o Marília começou melhor a partida. A primeira chance real de gol saiu apenas aos 26 minutos, em ataque pela direita, Varlei cruzou na entrada da pequena área, a zaga do Noroeste não cortou e Rafael Tanque bateu pro gol, com excelente defesa de Pablo. O Noroeste abriu o placar em sua primeira chegada. Aos 34 minutos, o alvirrubro roubou a bola no meio campo, na sobra Diogo tocou para John Egito pela esquerda. O noroestino teve espaço e, da entrada da área bateu pro gol de Passarelli, a bola bateu na trave esquerda do goleiro e foi pro fundo do gol. O MAC sentiu o gol e o Noroeste foi pra cima e quase ampliou em cruzamento de Marco Goiano na cabeça de Luiz Thiago, com Passarelli salvando gol certo. Nos acréscimos do primeiro tempo, John Egito deixou o jogo contundido.

John Egito chuta pra marcar o gol do Noroeste. Foto: Bruno Freitas/ECN

Para o segundo tempo, Léo Couto entrou na vaga de John Egito.

Logo aos 3 minutos, o torcedor do MAC comemorou gol de Rafael Tanque, após desvio de Albert. A arbitragem marcou o impedimento do atacante maqueano. O Noroeste explorava os contra-golpes e, aos 12 minutos Passarelli salvou o segundo gol, mandando pra escanteio após a finalização de Léo Couto. Luiz Carlos Martins mudou o time, colocando Leleco e Jefferson, nos lugares de Diogo e Marco Goiano. Mesmo com mais posse de bola, o MAC não assustava o goleiro Pablo. Aos 44 minutos, o norusca mudou novamente, com a entrada de Vinicius Bala na vaga de Luiz Thiago.

No próximo sábado, Noroeste e Marília voltam a se enfrentar, agora na abertura do returno da segunda fase, desta vez, no estádio Alfredo de Castilho. O jogo começará às 16 horas. Os dois times terão desfalques para a próxima partida. Rogério Maranhão, que invadiu o gramado pra comemorar o gol e Jonatas Paulista, receberam o terceiro cartão amarelo. Maranhão, inclusive, foi expulso pelo árbitro, por reclamação, aos 35 minutos do segundo tempo. Pelo lado do Marília, Lucas Serafini e Victor Souza também receberam o terceiro cartão.

Torcedor noroestino compareceu em bom número para apoiar o alvirrubro. Foto: Siva Tiba / TSR

Torcedor agredido
Antes do início da partida, um torcedor noroestino desmaiou no tobogã do Abreusão. A brigada local acessou a área destinada aos bauruenses para o atendimento. Segundo relato de torcedores, os funcionários da brigada estavam com camisas identificando o clube de Marília. Alguns torcedores que entravam no estádio foram em direção aos brigadistas. Nesse momento, diretores da Sangue Rubro intercederam para evitar um confronto com a PM. Mesmo assim, alguns torcedores foram atingidos.

Torcedor do Noroeste foi agredido no tobogã do Abreusão. Foto: Siva Tiba/TSR

Arbitragem
O árbitro Thiago Duarte Peixoto, entrou em campo pressionado, não só por conta do derby, mas também pelo fato de ser filho do ex-lateral-esquerdo Carlos Beronha, que jogou pelo MAC, entre 1982 e 1986. Thiago já esteve envolvido em uma polêmica no clássico entre Corinthians e Palmeiras, realizado em 22 de fevereiro de 2017. À época, Thiago Duarte Peixoto expulsou o volante Gabriel do Corinthians, no lugar de Maycon.

Demais resultados e classificação
União Suzano 4×0 Votuporanguense; São José 3×3 Comercial e Capivariano 2×1 São Bernardo. A classificação do grupo A tem Comercial 7; União Suzano 6; Votuporanguense 3 e São José 1. No grupo B, o Capivariano tem 7 pontos; seguido pelo São Bernardo e Noroeste 4 e Marília 1.

Renda penhorada
A Justiça do Trabalho determinou a penhora de 50% da receita bruta das bilheterias dos jogos do Noroeste nesta segunda fase da competição. Essa medida já foi adotada na partida contra o São Bernardo, pela segunda rodada da competição. A penhora foi determinada por conta de 44 ações trabalhistas contra o clube bauruense.

Mais de 3 mil pagantes na noite deste sábado, no Abreusão. Foto: Bruno Freitas/ECN


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]