O VAR É POLÊMICO

Por on 6 de maio de 2019

Com toda sinceridade, o VAR, utilizado para auxiliar o árbitro nas partidas de futebol ainda não convenceu. A ideia pode ser interessante, mas muitos detalhes e desencontros entre o homem e a tecnologia ainda não se falam adequadamente.

Sou favorável aos recursos tecnológicos para facilitar a interpretação dos lances ao longo das partidas. No entanto, o que temos visto são decisões controversas e constantes reclamações ao longo das competições.

Penso que o árbitro de campo é o juiz oficial do jogo e cabe a ele decidir se foi isso ou aquilo e apenas ele chamaria o árbitro de vídeo, se tiver dúvida muito grande. O que vem sendo praxe atualmente é exatamente o contrário. O juiz de vídeo chamando o de campo. Errado!!!

Os próprios bandeirinhas, auxiliares do juiz, estes sim poderiam ficar com a bandeira levantada e contestar algum lance, como sempre foi no futebol. O árbitro segue o auxiliar ou não e fim de papo. VAR só em último caso.

Essas interrupções ridículas que vem acontecendo só denigrem o futebol, tiram o ritmo do jogo, irritam jogadores e torcedores e até os longos gritos dos narradores no momento do goooollll ficam prejudicados. O jogo vira uma burocracia tremenda. O torcedor quer bola rolando e “pimba na gorduchinha”, como dizia Osmar Santos.

E tem mais. Inventar situações que são meros reflexos dos jogadores, sem nenhuma intenção de colocar a mão na bola e são vítimas de bola na mão, acabam por irritar e constranger os próprios atletas envolvidos no lance.

A regra é de ouro e deveria ser seguida: “Mão na bola é uma coisa e bola na mão é outra”. Fim de papo. Não tem segredo. Os jogadores com essa história de evitar que a bola bata em seu braço ou não, acabam por bater as cabeças e se contundir seriamente. Tem sido uma constante nessa palhaçada que vem se transformando os jogos de futebol. Quanta bobagem desnecessária. Quanto dinheiro jogado fora (?).

Há algumas tecnologias que poderiam ser implantadas, como identificar automaticamente a bola que entra no gol etc. No mais é um grande equívoco que vem sendo utilizado no Brasileirão. Muita coisa tem que mudar nas novas experiências.

Crédito: Fernando Torres/CBF


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background