“Operação Huracan” é encerrada com autuação e posse ilegal de arma

Escrito por em 24/06/2021

Com o objetivo de prevenir ocorrências de queimadas ilegais, a “Operação Huracan II” da Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo, encerrou no fim da tarde desta quarta-feira (23) com autuação por queimada e posse ilegal de arma de fogo.

Na região, a 2ª Companhia de Polícia Ambiental com equipes de Bauru, Lins e Barra Bonita realizaram uma força tarefa em 39 municípios. Durante três dias de operação, a Polícia Ambiental visitou unidades de conservação, áreas de preservação permanente, reservas legais, áreas especialmente protegidas, faixas de domínio de rodovias e fiscalizou aceiro em propriedades rurais.

Ao final da operação, foram fiscalizadas 27 propriedades rurais pela região, 2,78 hectares de área de cana-de-açúcar, 456 mil metros de área de faixa de domínio, 129 mil metros de área de aceiros, estando 26 mil metros em desconformidade com a legislação. Segundo a polícia, os proprietários foram orientados a regularizar os aceiros e serão visitados posteriormente.

Ainda durante a operação, uma propriedade rural foi autuada em Agudos no bairro Campo Novo em R$398 por queimar o cultivo de laranja sem autorização da CETESB. Também durante a operação, no assentamento do Horto de Aimorés, em Bauru, uma pessoa foi presa por posse ilegal de um revólver calibre 32 e uma espingarda calibre 38.

A Polícia Ambiental alerta que o uso do fogo em desconformidade com a legislação ambiental acarreta ao infrator responsabilidade administrativa (multa), cível (indenizações) e criminal (aplicação de pena).

Foto: Divulgação/PM Ambiental

Foto: Divulgação/PM Ambiental

Foto: Divulgação/PM Ambiental


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]