Para infectologista, a Covid-19 ainda não chegou em sua intensidade máxima

Escrito por em 20/04/2020

A prorrogação da quarentena foi estendida pelo governo de São Paulo pela segunda vez, agora o isolamento social está mantido até o dia 10 de maio. Apesar da divergência de opiniões, especialistas defendem a medida. É o caso do infectologista Fernando Monti. Segundo ele, em Bauru, a Covid-19 não chegou ainda a sua intensidade máxima. Monti esclarece e pede para a população que acredite na gravidade da doença:

De acordo ainda com o infectologista, se a população em todo país continuar com a quarentena, o Brasil conseguirá ter uma contaminação menor em relação aos demais países que tiveram um aumento brusco de casos por tomarem medidas de isolamento tardiamente.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]