Pelo menos 348 animais foram resgatados vivos do crime ambiental de Brumadinho

Por on 28 de fevereiro de 2019

Pelo menos 348 animais foram resgatados vivos do crime ambiental de Brumadinho, que completou um mês no último dia 25 – e infelizmente não contabilizou tantos resgates de seres humanos assim. O balanço é da Vale, responsável pela Barreira do Córrego do Feijão, que se rompeu e despejou um mar de lama com rejeitos e poluiu a região. Do total de bichos, quase 300 cães, gatos, bovinos, equinos, aves e répteis foram atendidos por psicólogos e veterinários voluntários, que são missionários da Fraternidade – Federação Humanitária Internacional. Eles ajudaram no apoio psicológico às pessoas atingidas, resgate e também socorro a animais. A experiência de logística humanitária usada, eles trouxeram de outro desastre semelhante, o de Mariana, em 2015, onde também atuaram. A missão não é de ‘front’, mas ela agiliza os trabalhos de urgência, garantindo a organização, controle, validade e fluxo de estoques e materiais de primeiros-socorros. São ações de pouca visibilidade, mas fundamentais para que veterinários e voluntários cumpram bem seus objetivos,” explica o coordenador das missões humanitárias, Ricardo Baumgartner.

Crédito: http://www.sonoticiaboa.com.br/2019/02/27/videos-voluntarios-salvaram-350-animais-brumadinho/

Foto: reprodução / Fraternidade / Facebook


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background