Pessoas com fissura labial estão próximas de ganhar uma política nacional para tratar do problema

Por on 25 de outubro de 2019

A criação de uma política nacional de atenção às anomalias craniofaciais, das quais incluem as fissuras labiopalatinas, foi discutida no último dia 2 de outubro na Câmara dos Deputados, em Brasília. O objetivo é fazer com que a pessoa que nasce no Brasil com esse tipo de anomalia receba atendimento com qualidade. Nesta quinta-feira, uma segunda audiência ampliou o debate.

Quem iniciou a discussão do projeto foi o advogado bauruense e presidente da Rede Nacional de Associações de Pais e Pessoas com Fissura Labiopalatina (Profis), Thyago Cezar. De acordo com ele, a Câmara dos Deputados está sensível a essa necessidade que afeta mais de meio milhão de brasileiros. Thyago explica os próximos passos para implementar de forma nacional a política pública de atenção às fissuras labiopalatinas.

Novas audiências ainda serão agendadas entre meados de novembro e início de 2020.

Crédito: Facebook.com/thyago-cesar


Comentários

Escreva um Comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios*



Current track
Title
Artist

Background