Polícia Civil investiga morte de morador de Garça que teve 95% do corpo queimado

Escrito por em 11/05/2022

Um homem, morador de Garça, de 41 anos, morreu nesta quarta-feira (11/05) com 95% do corpo queimado. Ele chegou a ser socorrido por uma equipe do Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos. Uma mulher, irmã da vítima, chegou a ser detida como suspeita de ter ateado fogo no próprio familiar. No entanto, ela já está em liberdade.

O crime aconteceu na noite de terça-feira (10/05), quando uma equipe da Polícia Militar foi solicitada para comparecer a uma residência do bairro Nova Garça. No local, os Bombeiros já trabalhavam no atendimento à vítima. Segundo a PM, a mulher foi detida porque, no instante do socorro, teria dito que ateou fogo no próprio irmão, que sofreu queimaduras de segundo e terceiro graus.

Segundo o delegado plantonista, não haviam indícios suficientes para manter a familiar detida. O caso foi registrado como homicídio e é investigado pela Polícia Civil de Garça.

Marcado como

Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *



[Nenhuma estação de rádio na Base de dados]